i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Liberdade religiosa

Fachin e a mordaça a pastores na eleição: qual é a proposta e por que ela é perigosa

  • Por Leonardo Desideri
  • Brasília
  • 12/08/2020 08:30
Ministro Edson Fachin
O vice-presidente do TSE, ministro Edson Fachin.| Foto: Arquivo STF

Continua nesta quinta-feira (13) um julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com relatoria do ministro Edson Fachin, sobre o abuso de poder religioso nas eleições. O TSE deverá decidir se é possível punir eleitoralmente candidatos que se aproveitem de sua influência sobre comunidades religiosas para angariar votos, como defende Fachin em sua proposta.

Na quarta-feira passada (5), Fachin teve uma reunião por videoconferência com quatro parlamentares da bancada evangélica e um jurista também evangélico, em que ouviu argumentos contrários à ideia de criar o tipo legal do abuso de poder religioso.

A eventual aprovação da proposta de Fachin poderia resultar na cassação de mandatos não só de políticos vitoriosos em eleições futuras, mas também daqueles que estejam exercendo seus mandatos atualmente. Qualquer político brasileiro que fosse enquadrado no crime eleitoral de abuso de poder religioso poderia ter seu mandato cassado.

A proposta é polêmica especialmente porque a legislação eleitoral brasileira não prevê o abuso de poder religioso como um crime eleitoral, mas apenas os abusos de poder econômico e político. Por isso, diversos juristas têm acusado o TSE de ativismo judicial.

Votação está empatada em 1 a 1; faltam 5 votos

O julgamento da questão começou em sessão do dia 25 de junho, quando Fachin se manifestou favorável à penalização do abuso de poder religioso. "A imposição de limites às atividades eclesiásticas representa uma medida necessária à proteção da liberdade de voto e da própria legitimidade do processo eleitoral”, disse o ministro na ocasião.

A votação foi interrompida por um pedido de vista do ministro do TSE Tarcísio Vieira de Carvalho. Antes do fim da sessão, o ministro Alexandre de Moraes quis antecipar seu voto e manifestou divergência com o relator. "Não se pode transformar religiões em movimentos absolutamente neutros sem participação política”, disse Moraes. Agora, restam os votos de cinco ministros.

O processo que originou a proposta de Fachin diz respeito à vereadora de Luziânia (GO) Valdirene Tavares (Republicanos), que é pastora da Assembleia de Deus. Ela é acusada de usar a sua posição na igreja para promover a sua candidatura, influenciando o voto de fiéis.

Associação de juristas evangélicos enxerga preconceito na proposta de Fachin

Uziel Santana, presidente da Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure), diz que a ideia de Fachin revela um preconceito. “Esse argumento que ele usa parte de um pressuposto preconceituoso de que os evangélicos são pessoas que têm as suas mentes sequestradas, a sua subjetividade sequestrada por algum religioso, padre, pastor… Isso não tem razão de ser. Se é assim, então, por exemplo, alguém que participe de alguma associação de qualquer natureza também pode ser influenciado”, diz.

Para ele, o TSE está manifestando um “abuso do poder judicial” contra a democracia. “Você acaba estigmatizando um segmento da sociedade”, afirma.

O jurista destaca que a influência dos pastores sobre as eleições não é tão grande quanto se imagina. Evidência disso, segundo ele, é que os fiéis tendem a discordar dos pastores na hora da votação. “Nas igrejas evangélicas, no máximo 30% do rebanho vota com o pastor. Na Igreja Católica, menos ainda”, afirma.

Santana diz que a Anajure compartilha algumas das preocupações de Fachin sobre o uso dos templos para obter vantagens políticas, mas destaca que esse não é o caminho para resolver o problema. “Nem a Consituição nem o sistema eleitoral preveem uma figura jurídica chamada ‘abuso do poder religioso’”, diz.

A Anajure está otimista em relação ao desfecho da votação no TSE. O voto do ministro Alexandre de Moraes revelou um cenário favorável contra a proposta de Fachin, segundo Santana. A videoconferência de parlamentares e juristas evangélicos com Fachin, ocorrida na quarta passada, aumentou o otimismo.

Deputados que participaram dessa reunião foram consultados pela Gazeta do Povo sobre o julgamento desta quinta, mas não haviam respondido até a noite de terça-feira (11).

Proposta de Fachin é ativismo judicial, dizem juristas

Para Acácio Miranda, especialista em Direito Constitucional e Eleitoral, o TSE está agindo “com evidente ativismo judicial” na proposta de criar o tipo legal do abuso de poder religioso. “O Poder Judiciário estaria legislando”, diz.

Miranda concorda que, no caso da vereadora em questão, houve abuso de poder, já que ela se usou do templo para fazer campanha política em reiteradas ocasiões, de acordo com o processo. Mas, segundo ele, só o Legislativo poderia traçar critérios objetivos para tipificar o crime de abuso de poder religioso. O Judiciário não tem as prerrogativas para isso.

O jurista aponta a falta de critérios claros para a punição, o que poderia gerar grave prejuízo à liberdade de expressão. Pela proposta de Fachin, qualquer manifestação favorável a um candidato em um templo religioso poderia ser enquadrada em abuso de poder religioso, segundo ele. “Como não há determinação dos limites objetivos, quem agisse defendendo determinada candidatura poderia ser punido”, diz.

Para Miranda, a proposta do TSE está “julgando o caso mais extremo e coibindo todo o resto a partir da régua do caso mais extremo”. “Um pastor sobe num púlpito e pede para os fiéis orarem para determinada pessoa. Se essa pessoa for candidata, não significa que ele esteja fazendo campanha para ela”, diz.

O jurista Thiago Vieira, do Instituto Brasileiro de Direito e Religião, destaca a “inexistência da previsão legal de abuso de poder religioso, tanto na Constituição quanto na legislação específica, que é a lei complementar 64/90” (Lei de Inelegibilidade). Para ele, as restrições de liberdades devem acontecer apenas por lei e somente quando não haja outra medida possível.

A eventual previsão pelo Judiciário de punições para o abuso de poder religioso, segundo Vieira, entraria em choque com o Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos, do qual o Brasil é signatário, por afrontar a liberdade religiosa. Para o jurista, a liberdade de professar a fé ficaria limitada, porque seria suscitada uma dúvida nos líderes religiosos entre aquilo que poderia ser considerado abuso de poder religioso e o que não.

“Muitas pessoas não vão mais querer falar sobre política, porque podem ser punidas”, afirma. Líderes religiosos estariam o tempo todo sob a ameaça de uma punição, o que feriria a liberdade religiosa, avalia o jurista. “Você coloca uma espada de Dâmocles em cima da cabeça dos líderes e dos fiéis, aquela espada que fica pendurada por um fio acima da sua cabeça o tempo inteiro. A qualquer momento a espada pode cair. Isso afronta a cidadania, o pluralismo político”, diz.

Vieira também chama a atenção para a dificuldade de se traçar uma linha clara entre o que é e o que não é abuso.

“Qual é a metodologia semântica para saber o âmbito do que é religião no discurso e do que não é? Quem vai dizer qual é essa metodologia semântica? ‘Aqui foi religião, aqui não foi. Aqui foi manipulação, foi influência…’ Isso é muito gasoso. Não é nem líquido, é gasoso. Você não consegue nem enxergar”, diz.

“Precisamos de segurança jurídica, de coisas sólidas, que nós enxergamos e tocamos. Isso é característico da lei. A lei tem esse papel. E a lei emana do povo pelo Congresso Nacional.”

29 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 29 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • G

    Geraldo Luiz Romão

    ± 15 dias

    Data vênia, acho que o ministro Fachin extrapolou. Se vitoriosa a tese daqui a pouco vão acusar os médicos candidatos pelo mesmo motivo. Se existe uma profissão que confere poder político a alguém, sem dúvida, é a medicina.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • B

    Bellese

    ± 15 dias

    Tudo ligado a fé, família, bons costumes será proibido em nome de uma ideologia ordinária. Corrupção, invasão de propriedade, política de gênero, ideologia na educação, sindicato nas empresas e todas as demais canalhices serão abençoadas pelo Excelentíssimo Ministro cabeça de bagre!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MAURICIO FABIANO MAZUR

    ± 15 dias

    O cabaré da Carmen Miranda digo STF da Carmen Miranda...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    Eden Lopes Feldman

    ± 15 dias

    Com a possibilidade de passar mais um ato criminoso como este, apenas teremos a esperança de nos organizarmos e elegermos em 2022 uma bancada no congresso que seja realmente liberal. Seja evangélica, católica, de ateus ou que for. Mas precisamos de democracia, e só obteremos com um congresso liberal que também tenha um senado capaz de renovar todo o STF, retirando estes membros ideológicos e os substituindo por pessoas de bem. Derrubando a PEC da bengala e determinando um mandato como tem os senadores.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    D. L. Paiva

    ± 15 dias

    Logo vão querer que seja crime ir a uma igreja.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    JULIO CESAR DA SILVA

    ± 15 dias

    Os Ministros dos Tribunais Superiores almejam controlar o pensamento humano e a forma que as pessoas devem se comportar e se relacionar, tal atitude além de antidemocrática e uma interferência na liberdade e no direito pessoal de cada um seguir as orientações que melhor lhe aprouverem ! vê se o ministro suscita o Abuso do Poder sindical nas eleições, poder que sempre apoiou incondicionalmente o PT e demais partidos de esquerda seja com recursos econômicos ou com pessoas ligadas ao sindicato nas campanhas! É obvio que a invenção do ministro visa atacar os evangélicos que na maioria apoiam o Presidente Jair Messias Bolsonaro! Se as igrejas apoiassem o PT essa tese nunca teria surgido!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    Deocy França

    ± 15 dias

    Prof Fachin, não se envolva com religiosos.A reportagem dá a entender, que sómente os evangélicos são os alvos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Francisco Carneiro Neto

    ± 15 dias

    Ativistas judiciais da Casa da Mãe Joana chamada STF fazendo aquilo que seus patrões de esquerda querem que faça: oprimir os cristãos de todas as formas possíveis...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Gustavo

    ± 15 dias

    Como o Robert. Jefferson chamou ele mesmo?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    JOSE Z. NETO

    ± 15 dias

    Mais uma encomenda dos esquerdista ao ativismo dos ministros do supremo , como a agenda esquerdista/progressista não evolui no legislativo , local correto de fazer leis, eles se movem sorrateiramente onde há apoio ideológico. Outro caso emblemático é o da questões do aborto e outras balelas, como fake news e as causas de costumes que o povo que elege seus representantes no legislativos não apoia. Estes ministros do supremo que não representam o povo querem se fazer de deuses, sábios o supra sumo da humanidade, e o povo que deveria ser ouvido, são meros ignorantes e atrasados. Isso é um desrespeito extremo a democracia, perpetrado em uma casa que mais atrapalha do que ajuda.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    José Antônio Gomes Santana

    ± 15 dias

    fachin - o anticristo em ação...mas a queda dele vem das mãos de YHWH - o soberano Deus !

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    LEONARDO RIBAS GOMES

    ± 15 dias

    a igreja não deveria ter nenhuma influencia na politica. Fachin tem toda razão. O estado é laico. Não podemos aceitar que pessoas que acreditam numa amigo imaginário, comandem esse país. O STF não precisa de um ministro terrivelmente evangelico, mas sim terrivelmente competente, honesto.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • D

      D. L. Paiva

      ± 15 dias

      Se a igreja não deveria, também não deveriam os sindicatos, associações, militares, ongs, mas sabemos que todos esses "mexem os seus pauzinhos" para eleger seus representantes.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Sr. Walker

    ± 15 dias

    Vamos passar a sacolinha ..,

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    elisangela alves laranjeira

    ± 15 dias

    Ser contra os abusos de padres e pastores,que vendem aos inocentes a salvação em troca de votos aos oportunistas da política. Não vejo outra alternativa.Tem que haver um código de ética nas práticas religiosas. Tem para o empresariado, tem para os proletários, tem para os militares, tem para os funcionários públicos. Por que não ter para os religiosos. Não digo censura, claro que não. No entanto não pode ocorrer encabrestamento de fiéis para serem usados como massa de manobra de interesses de cunho estritamente político.O Estado é laico. Estamos numa República. Caso queiramos que se torne uma Monarquia Absolutista, onde a religião do rei dever´ser a religião da plebe, aí não tem o que fazer.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    1 Respostas
    • L

      Luiz Carlos Fernandes

      ± 15 dias

      Duas reflexões; 1- O nosso estado laico tem feriado NACIONAL de uma "santa" católica que por lei FEDERAL se tornou PADROEIRA DO BRASIL. 2- Os mesmo pastores fizeram a mesma coisa com todos os governos desde Sarney, só agora encomoda? Obs. (Bolsonaro é o único político que fala o que O POVO EVANGÉLICO QUER OUVIR. Ele dorme com uma mulher sabe como funciona). Sugestão, o STF " ANULA O CASAMENTO DE BOLSONARO com Michele." Com tornozeleira eletrônica em ambos, evitando a aproximação. Esqueci do celular. Aí o Faquin sequestra, já que não deu da primeira vez. Ufffa, tá difícil de derrubar o homem.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    JOSE Z. NETO

    ± 15 dias

    Fachim é de esquerda, tanto que discursou para homenagear a ensacadora de vento. A esquerda não suporta pessoas que tenham fé. Embora este senhor se diga cristão, duvido muito disto, suas atitudes em relação a assuntos da fé que diz professar são sempre contrárias. Isto que ele está fazendo e seguir a agenda de Karl Marx, seu ídolo e sua verdadeira fé. Sujeito enrolado, já faz muito tempo que ele atua nos processos da lavajato que herdou do Teori Zavaski. E até agora só fez "bolinhas" com os processos. Mais um ministro da patota esquerdopata.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    JOSMAR PORTUGAL VAZ

    ± 15 dias

    Não tem que se meter nisso esse minúsculo e ridículo juiz chamado Faccinora . Esse políticos fazem o diabo, tem rede rádio , tv , jornais pintam o sete, o oito e o nove e ninguém nunca se envolveu . Agora vem esse bobalhão enfiar o dedão ...stf não foi feito pra se meter nessas questões. Democracia tb é fechar o stf, congresso, etc. Principamente quando são corruptos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Cidadão Brasileiro

    ± 15 dias

    Sempre que religião e política se imiscuíram, o resultado foi péssimo: guerras, ditaduras, miséria, ocultismo. Ocorre que para os cabeças-de-seita advém benesses mundanas diversas: riqueza, luxo, poder. Fachin está do lado certo da história.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • N

    NH4NO3

    ± 15 dias

    O evangelico não vive o que prega! Mundo de faz de conta. A igreja exerce poder econômico e subverte o estado de direito, através das milícias. Vide traficantes que matam quem professa religião que não o cristianismo. O evangelismo é uma falácia, na qual meia dúzia se da bem fazendo $.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • D

    DENISSON HONORIO DA SILVA

    ± 15 dias

    É um fenomeno sintomático em paises democráticos o ativismo judicial. A suprema corte americana, a qual em muito a nossa se espelha, hâ muito tem se comportado "progessista". E neste caso em particular, busca-se inimigos entre os conservadores que são em sua maioria os evangelicos. Já que uma parcela mínima abraçou o marxismo-leninismo. Isto reflete o comportamento de toda e qualquer juiz que tenha se contaminado por leituras ditas iluminadas. O problema que ele tem um poder desmesurado, e se a maioria entendesse esse novo conceito, somente uma lei para combater o tal abuso de poder religioso.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    MAURO FONSECA DE MACEDO

    ± 15 dias

    Político faz exposição pública em rádio, televisão, vão pedir voto em empresas, associações de bairros, entidades beneficentes... Porque não poderiam fazer campanha em igreja? Faz parte do jogo político tentar convencer o eleitorado. Se o eleitor é tão burro para achar que vai para o inferno por não votar no deputado indicado pelo pastor, que aproveite, fique de quatro e paste!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • W

    Walter

    ± 15 dias

    Desde sempre os atuais políticos possuem rádios, jornais, tv, sindicatos e tudo que possa agregar grandes grupos para manter sua base eleitoral. Fachin nunca se incomodou. Continuam extrapolando a isonomia de poderes. Sem atuação do Senado Federal, resta fechar esse pseudo STF!

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Cogito ergo sum

    ± 15 dias

    Os comentários abaixo estão cobertos de razão. O tema é polêmico. Não sei se entendi a preocupação do ministro. Talvez seja em relação a alguns pastores televisivos que extrapolam, um pouco, a fé pura e simples e “vendem” promessas de um mundo utópico e milagreiro. A fé é boa, mas o domínio pela religião é perigoso. No catolicismo já vivemos essa experiência. Santa inquisição, etc. Ainda hoje, temos estados religiosos totalitários. Talvez seja esse o temor. Mas, acho que isso deva ser resolvido com leis que reforcem e preservem a laicidade do estado, sem ferir o direito de representatividade de todos os grupos sociais, exceto os comunistas.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • U

    Uiliam da Silva Grizafis

    ± 15 dias

    Interessante ver como o STF legisla. Temos um sistema de governo que é representativo, então: o que há de mal em uma igreja querer ter seus representantes? Se eles tem essa prerrogativa de influência, não há como colocar isso como crime. Agora, se os pastores ou padres obrigarem ou ameaçarem seus membros, seja por pressão psicológica ou física, aí sim, devem ser punidos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • O

    Omar Dias

    ± 15 dias

    Quando a nossa Constituição deu ao STF o poder também de legislar? Aliás, este é mais um exemplo da fragilidade institucional do país e como é verdadeiro afirmar que "a força de uma democracia se mede pela qualidade das suas instituições". Temos um STF de elementos sem notório saber jurídico e sem moral ilibada, empossados por um Senado (colegiado) onde o interesse ilimitado do seu presidente anula a sua representatividade popular. O resultado é a oligarquia, um efeito perverso de uma democracia viciada, onde o Estado é o maior inimigo da nação, das famílias. Deveríamos fechar para reabrir "sob nova direção e regras" como fazem as empresas?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    CANISIO DE SOUZA

    ± 15 dias

    Carmem Miranda surtou.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Juan Pablo da Cruz

    ± 15 dias

    Pastor não pode, militar não pode, juíz não pode, procurador não pode. Condenado pode, lgbtyz pode, defensor da liberação das drogas pode, defensor de pedófilos pode, sindicalista pode, invasor de propriedade pode, etc

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • H

    Helio de Souza

    ± 15 dias

    Esta bem claro que isso nada mais é do que uma perseguição a grupos conservadores. Por acaso se discute a influencia e abuso dos Sindicatos, dos Funcionários Públicos, dos Artistas, dos Intelectuais, dos Movimentos Sociais, das Organizações não governamentais, das Fundações Econômicas e etc? Claro que não, e por acaso no Congresso não tem deputado ou senador oriundos e representantes das "classes" acima mencionadas ?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.