i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Infraestrutura

Falta rede de esgoto em 58% dos estabelecimentos de ensino

  • PorMaria Gizele da Silva, da sucursal
  • 17/06/2010 21:04

A 22 quilômetros do centro de Ponta Grossa, nos arredores do Parque Estadual de Vila Velha, o principal ponto turístico dos Campos Gerais, fica a Escola Municipal Pascoalino Provisiero. Ela atende 140 alunos de fazendas e sítios próximos. Reformada recentemente pela prefeitura, a escola está em boas condições, porém, assim como 58% das escolas rurais do país, não tem acesso à rede de esgoto; e, como 92% dos estabelecimentos, não dispõe de internet banda larga nos seus computadores.

A diretora da escola municipal, Claudiani Chaves, diz que a fossa séptica tem de ser esvaziada a cada quinzena para evitar transtornos. A internet, até agora, não fez falta aos alunos, já que os primeiros cinco computadores para o laboratório de informática chegaram apenas no fim de maio. Ela, no entanto, ainda não sabe como será a utilização das máquinas pelos alunos. "Na administração nós temos computadores com internet discada, mas no laboratório de informática ainda precisamos ver como vai ficar", acrescenta. O vilarejo não é atendido por nenhuma operadora de internet e nem mesmo possui estrutura para a conexão por rádio.

Os alunos têm acesso aos mesmos programas desenvolvidos na área urbana, como uniforme gratuito, viagens anuais a passeio pagas pela secretaria, quadra poliesportiva e área de recreação para a educação infantil. "Apesar da distância, muitos professores gostam de dar aulas aqui", comenta a diretora.

Segundo a pedagoga da UEPG Neide Keiko Kravchwchwn Cappelletti, o conceito de inclusão digital inclui o acesso igualitário para alunos da cidade e do campo. Ela lembra que a internet, assim como outros recursos pedagógicos, garante cidadania ao estudante.

A escola, segundo ela, precisa oferecer aos estudantes de maneira geral, independentemente do lugar onde moram, as mesmas oportunidades de conhecimento e de colocação futura no mercado de trabalho.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.