i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
justiça

Fernandinho Beira-Mar é condenado a mais 120 anos de prisão

Pena adicional foi imposta ao traficante por quatro homicídios

    • Estadão Conteúdo
    • 14/05/2015 10:08

    O traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, de 47 anos, tido pela polícia como um dos líderes da facção criminosa Comando Vermelho, foi condenado na madrugada desta quinta-feira (14) a 120 anos de prisão por quatro homicídios. Os crimes, segundo o Tribunal do Júri do Rio de Janeiro, foram cometidos a mando dele durante uma rebelião no presídio de Bangu 1, na zona oeste da capital, em 11 de novembro de 2002.

    “Não é justo, eu cometi muitos crimes mas este não”, diz Beira-Mar

    Declaração do traficante foi feita ao magistrado do caso, que anunciou a sentença de 120 anos imposta a Beira-Mar por quatro assassinatos ocorridos em 2002

    Leia a matéria completa

    As vítimas foram o traficante Eraldo Pinto Medeiros, conhecido como Uê, líder do Amigo dos Amigos (ADA), facção rival do Comando Vermelho, e outros três integrantes da mesma quadrilha.

    O julgamento, realizado no Fórum do Rio, no centro, começou às 15h20 desta quarta-feira (13) e se estendeu por mais de dez horas, até a madrugada de hoje.

    Embora Beira-Mar, em depoimento, tenha negado a responsabilidade pelos crimes, os jurados o consideraram culpado pelos quatro homicídios, todos duplamente qualificados (por motivo torpe e sem chance de defesa para a vítima).

    Na sentença, o juiz Fábio Uchoa escreveu que “na empreitada criminosa, o réu agiu com intensa culpabilidade, na medida em que exercia uma posição de notório comando (...) e, após a execução das vítimas, dirigiu-se até elas para obviamente conferir a execução e nesse momento selecionando e poupando ao seu bel prazer as vidas dos demais sobreviventes da quadrilha rival”.

    O traficante, que foi preso em 2002 e desde 2012 ocupa uma cela no presídio federal de Porto Velho, em Rondônia, já acumula um total de 253 anos e seis meses de prisão. Beira-Mar ainda responde a outros processos que continuam tramitando.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.