Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O gerente-geral de Portos e Aeroportos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Paulo Coury, se encontra hoje com o secretário da Saúde do Paraná, Gilberto Martin, e com prefeitos das cidades paranaenses que fazem fronteira com o Paraguai e com a Argentina. Na reunião, serão debatidas novas medidas a serem tomadas para evitar o avanço da gripe A na fronteira, principalmente em relação à Argentina, segundo país com mais casos no mundo – até o momento, a Argentina registrou oficialmente 137 mortes causadas pela doença.

Entre as medidas a serem anunciadas por Coury na reunião está a participação do Exército na fronteira. A pedido da Anvisa, os militares entregarão panfletos com informações de como prevenir a nova gripe. O Exército atuará em 24 cidades fronteiriças de dez estados. No Paraná, a ação será em Foz do Iguaçu (divisa com Argentina e Paraguai) e Guaíra (divisa com o Paraguai).

Ontem, as prefeituras de Uruguaiana, na fronteira com Argentina, e de Barra do Quarai, na fronteira com Uruguai, decretaram situação de emergência para enfrentar possíveis surtos da gripe provocada pelo vírus H1N1 em seus territórios.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]