i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Brincadeira fatal

Garoto de 12 anos morre enquanto praticava “surfe ferroviário” em Curitiba

Vítima caiu de um vagão do trem, enquanto viajava do lado de fora da condução

  • PorAdriano Ribeiro , Vinicius Boreki e Felippe Aníbal
  • 11/02/2010 13:11

Um menino de 12 anos de idade morreu, no início da tarde desta quinta-feira (11), ao cair de um trem na divisa entre Almirante Tamandaré, na região metropolitana (RMC), e Curitiba. Testemunhas relataram à Polícia Militar (PM) que o garoto e outros dois colegas praticavam "surfe ferroviário", a prática de viajar do lado de fora ou sobre os vagões.

O trem fazia a linha paralela à Avenida Francisco Krüeger, no Bairro Cachoeira. De acordo com a PM, o menino teria caído do vagão e sido arrastado por cerca de 70 metros. Ele morreu na hora. O corpo sofreu várias mutilações no acidente e os policiais isolaram o local para aguardar a chegada do Instituto Médico Legal (IML). Muito abalada, a família informou que o menino estudava nos dois períodos, mas que nesta quinta estava sem aulas.

O trem envolvido no incidente, da América Latina Logística (ALL), realizava o trajeto de Rio Branco do Sul para a capital. O veículo é composto por uma locomotiva e 15 vagões. Por meio de nota oficial, a empresa informou que lamenta o acidente fatal e que uma campanha de combate à prática do "surfe ferroviário" foi organizada pela ALL em 2009. No ano passado, cinco jovens morreram da mesma forma em Curitiba e região.

Apesar das campanhas educativas, os moradores da região relatam ser comum observar adolescentes sobre os vagões dos trens. "Todo dia isso acontece. Os pais vão trabalhar, e os adolescentes brincam de surfar. Na sala da minha filha, um menino perdeu a perna desse jeito", conta a doméstica Lucimar Cervi. No ano passado, a polícia vistoriou a região com frequência, impedindo que os jovens seguissem sobre os trens. Nos últimos três meses, contudo, os policiais deixaram de realizar a vigilância. "Desde então, eles fazem isso todos os dias. Foi uma tragédia anunciada. Eu sabia que isso ia acontecer", opina a comerciante Vitória Mucharski.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.