i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Violência

Governo de SP terá "tolerância zero" em morte de professor, diz Alckmin

Policiais civis estão sendo investigados sob suspeita de terem cometido o crime

  • PorAgência O Globo
  • 06/09/2012 11:52

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse nesta quinta-feira (6) que a Secretaria de Segurança Pública do estado já está verificando as circunstâncias da morte de um professor de jiu-jitsu na capital paulista. Policiais civis estão sendo investigados sob suspeita de terem cometido o crime.

"Falei com o secretário da Segurança Pública. A Corregedoria já está verificando e ela vai prestar todos os esclarecimentos. A tolerância é zero. Nenhum tipo de abuso ou de desvio, seja quem for, polícia civil, militar".

Alckmin participou nesta quinta da cerimônia de posse do novo corregedor do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Francisco Falcão, em Brasília. Questionado se os policiais serão afastados, ele respondeu. "Se for o caso serão afastados e até presos. Isso será avaliado pela própria polícia".

Ao ser indagado sobre as eleições municipais deste ano, ele saiu sem falar com a imprensa. O candidato apoiado por Alckmin na disputa pela prefeitura de São Paulo, o tucano José Serra, está em queda nas pesquisas eleitorais.

Também participaram da cerimônia de posse de Francisco Falcão: o presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal (STF), Ayres Britto; os ministros do STF Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli; o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz; o procurador-geral da República, Roberto Gurgel; a antecessora de Falcão no cargo, Eliana Calmon; o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Felix Fischer; os senadores Armando Monteiro (PTB-PE), Renan Calheiros (PMDB-AL0, Romero Jucá (PMDB-RR) e Randolfe Rodrigues (PSOL-AP); o advogado-geral da União Luís Inácio Adams; o corregedor da Câmara, deputado Eduardo da Fonte (PP-PE).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.