034557

Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida e Cidadania
  3. Grandes esforços para salvar os judeus

Sobreviventes do Holocausto

Grandes esforços para salvar os judeus

Várias pessoas não concordavam com a política nazista e decidiram abrir as portas de casa para esconder os judeus – ajuda nem sempre bem sucedida – ou fizeram parte de guerrilhas para derrubar o Führer

  • Pollianna Milan
“Certa vez fui à estação e vi muitos judeus entulhados em vagões e com panelinhas pequenas nas mãos. Eles as abanavam e pediam água. Eu sabia que, se fosse ajudá-los na estação, seria fuzilada na hora.” Irena Los, 90 anos, que fez parte da resistência aos nazistas e cujo pai foi assassinado em Varsóvia |
“Certa vez fui à estação e vi muitos judeus entulhados em vagões e com panelinhas pequenas nas mãos. Eles as abanavam e pediam água. Eu sabia que, se fosse ajudá-los na estação, seria fuzilada na hora.” Irena Los, 90 anos, que fez parte da resistência aos nazistas e cujo pai foi assassinado em Varsóvia
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Grandes esforços para salvar os judeus

Personagens

Irena Los - Irena Los e o levante contra os nazistas

Galat Wolodynyr - Ucranianos ficaram entre nazistas e soviéticos

Zdislaw Pisarski - A triste história de uma ajuda frustrada

Linha do tempo do Holocausto

1924: Hitler escreve seu único livro Mein Kampf (Minha luta), quando esteve preso. A obra se tornou a bíblia do nacional-socialismo e as vendas do livro explodiram em 1933, quando ele sobe ao poder.

(Fonte: livro LTI: a linguagem do Terceiro Reich, de Victor Klemperer, tradução de Miriam Bettina Paulina Oelsner)

1933: Em 30 de janeiro Paul von Hindenburg, presidente da Alemanha, nomeia Hitler para o cargo de chanceler do Reich, incumbindo-o de formar um novo governo. O partido nazista chega ao poder. Na noite do dia 27 de fevereiro, um incêndio criminoso destrói o Reichstag, o parlamento alemão, em Berlim. O jovem comunista holandês Marinus van de Lubbe será condenado à morte pelo crime, na verdade praticado pelos nazistas.

(Fonte: livro LTI: a linguagem do Terceiro Reich, de Victor Klemperer, tradução de Miriam Bettina Paulina Oelsner)

1934: Em 30 de junho ocorre a noite das facas longas (Nacht der langen Messer), quando as tropas da SS, comandadas por Himmler, assassinam o general Ernst Röhm, chefe da SA, e cerca de 1,2 mil correligionários seus, com a aprovação de Hitler. Poucas semanas depois morre o presidente Hinderburg. Hitler se proclama chanceler e presidente plenipotenciário da Alemanha, o Füher.

(Fonte: livro LTI: a linguagem do Terceiro Reich, de Victor Klemperer, tradução de Miriam Bettina Paulina Oelsner)

1935: Começam os afastamentos e proibições de certos trabalhos a judeus. Victor Klemperer, por exemplo, é afastado do serviço público por ser judeu, no contexto de "purificação" nazista do Estado alemão.

(Fonte: livro LTI: a linguagem do Terceiro Reich, de Victor Klemperer, tradução de Miriam Bettina Paulina Oelsner)

1936: Olimpíadas de Berlim. Qualquer vestígio de antissemitismo permanece ocultado.

(Fonte: livro LTI: a linguagem do Terceiro Reich, de Victor Klemperer, tradução de Miriam Bettina Paulina Oelsner)

1938: Em 13 de março Hitler anexa a Áustria à Alemanha. Judeus são proibidos de frequentar bibliotecas públicas na Alemanha. Em 9 de novembro ocorre a Noite dos Cristais (Kristallnacht), com ataques generalizados contra judeus e sinagogas. (Fonte: livro LTI: a linguagem do Terceiro Reich, de Victor Klemperer, tradução de Miriam Bettina Paulina Oelsner)

1939: O exército alemão invade a Polônia. Começa a Segunda Guerra Mundial.

1940: As casas dos judeus passam a ser confiscadas e alguns deles são obrigados a desempenhar trabalho forçado e gratuito aos alemães.

(Fonte: livro LTI: a linguagem do Terceiro Reich, de Victor Klemperer, tradução de Miriam Bettina Paulina Oelsner)

1941: Todos os judeus são obrigados a portar a estrela amarela de Davi na roupa, sob risco de morte se não as portasse. Teria sido neste ano também que o termo "Solução Final" fora usado com o objetivo de exterminar todos os judeus europeus. Câmaras de gás móveis foram utilizadas: o cano de escapamento dos caminhões havia sido reajustado para liberar um gás letal, o monóxido de carbono, dentro dos compartimentos totalmente vedados na carroceria. Três campos de extermínio -- Belzec, Sobibor e Treblinka -- foram criados na Polônia com o objetivo único de facilitar o extermínio em massa.

(Fonte Museu do Holocausto de Washington).

1943: Em 31 de janeiro o exército alemão, sob o comando do marechal Friedrich von Paulus, se rende en Stalingrado. É um momento decisivo para a guerra, porque os alemães começam a perder força.

(Fonte: livro LTI: a linguagem do Terceiro Reich, de Victor Klemperer, tradução de Miriam Bettina Paulina Oelsner)

1944: O general Claus Schenk, em 20 de julho, tenta matar Hitler, levando uma bomba para uma reunião com o Führer. O atentado falha e os cinco envolvidos são enforcados.

(Fonte: livro LTI: a linguagem do Terceiro Reich, de Victor Klemperer, tradução de Miriam Bettina Paulina Oelsner)

1945: Acossado pela chegada do Exército Vermelho a Berlim, Hitler se suicida em 29 de abril, designando Goebbels como seu sucessor. Este se suicida no dia seguinte, junto com a maior parte dos principais assessores. A Alemanha se rende em 8 de maio.

(Fonte: livro LTI: a linguagem do Terceiro Reich, de Victor Klemperer, tradução de Miriam Bettina Paulina Oelsner)

1949: A República Federal Alemã (Alemanha Ocidental) e a República Democrática Alemã (Alemanha Oriental) são proclamadas oficialmente.

1989: Cai o Muro de Berlim.

1990: A Alemanha é reunificada.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE