Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Servidores em frente a agência do INSS na Rua XV de Novembro, no Centro de Curitiba | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
Servidores em frente a agência do INSS na Rua XV de Novembro, no Centro de Curitiba| Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

Os servidores das agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) entraram em greve nesta terça-feira (7) em todo o Paraná. De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Federais em Saúde, Trabalho Previdência Social e Ação Social do Paraná (Sindprevs), todas as 73 agências do órgão no estado estão fechadas. Um dos diretores do sindicato, Nelson Malinowski, estima que cerca de 90% dos 1,3 mil servidores que trabalham nas agências previdenciárias do Paraná aderiram à greve.“O começo da greve tem uma adesão muito forte”, afirmou. A paralisação ocorre em apoio à greve nacional da categoria, que atinge 13 estados.

Malinowski afirma que todos os atendimentos que são agendados via telefone deverão ser reagendados. No entanto, segundo ele, isso não implicará em prejuízos à população. “Para a concessão do benefício irá valer a data do primeiro agendamento”, afirma. A única exceção serão as perícias médicas. “Nas agências em que há médicos, as perícias podem ser realizadas”, diz o diretor sindical.

Os principais pontos de reivindicação são aumento salarial e reposição de funcionários via concurso público. Há ainda a tentativa de incorporação de benefícios pagos como bônus aos salários. Os funcionários novos também exigem um plano de carreira. O reajuste salarial linear reivindicado é de 27% e o sindicato pede ainda paridade, ou seja, que o valor aplicado aos funcionários da ativa seja também aplicado aos aposentados.

Outro lado

A assessoria de imprensa do INSS informou, em nota, que os segurados que possuam agendamento para atendimento em uma Agência da Previdência Social e que não sejam atendidos em razão da paralisação dos servidores terão sua data de atendimento remarcada. Segundo o órgão federal, o reagendamento será realizado pela própria Agência e o segurado poderá confirmar a nova data ligando para a central de atendimento 135 no dia seguinte à data originalmente marcada para o atendimento.

Segundo a assessoria, o INSS considerará a data originalmente agendada como a data de entrada do requerimento, para se evitar qualquer prejuízo financeiro nos benefícios dos segurados.

“O Ministério da Previdência Social e o INSS têm baseado sua relação com os servidores no respeito, no diálogo e na compreensão da importância do papel da categoria no reconhecimento dos direitos da clientela previdenciária e, por isso, mantém as portas abertas às suas entidades representativas para a construção de uma solução que contemple os interesses de todos”, finaliza a nota.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]