• Carregando...

Oito pessoas ocupam desde a meia noite de quinta-feira (11) a praça João Mendes, no centro de São Paulo. O grupo está em frente ao Tribunal de Justiça de SP.

Divididos em cinco barracas, eles prometem ficar no local por tempo indeterminado. Eles querem mais democracia e que "povo volte para as ruas".

Eles dizem que o movimento, chamado de Ocupa SP, é apartidário e anarquista. "A praça precisa voltar a ser um espaço de discussão social", disse a terapeuta Cláudia Ferreira, de 43 anos.

Eles ainda pedem que juízes, advogados e promotores deixem o Tribunal para discutir o atual momento do país. "Eles precisam descer e conversar com o povo ensinar democracia pra sociedade", disse FerreiraO grupo se autossustenta e realiza compras de mantimentos uma vez por dia. Eles contam também com apoio de moradores da região para fazer a higiene pessoal diária.

No período da noite eles se revezam para garantir a segurança de todos porém, dizem não temer a violência. "Só sentimos muito frio, isso sim", explicou a terapeuta.

0 COMENTÁRIO(S)
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]