i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Colombo

Homem que atropelou e arrastou ciclista por 6 km é transferido de delegacia

O motorista José Adir Siminoni, de 58 anos, foi deslocado para uma nova unidade nesta terça-feira (14). Ele deve dividir a cela com outros presos

  • PorFábio Cherubini, Amanda Audi e Felippe Anibal
  • 14/01/2014 17:36

O motorista José Adir Siminoni, de 58 anos, que atropelou e arrastou um ciclista por seis quilômetros até a morte em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, na última sexta-feira (10), foi transferido da delegacia do Alto Maracanã, em que estava detido, para a delegacia-sede da cidade nesta terça-feira (14). De acordo com um dos investigadores do Alto Maracanã, Simioni deverá compartilhar a cela com outros presos.

Vídeo mostra atropelamento de ciclista em Colombo; assista

A assessoria de imprensa da Polícia Civil foi procurada para explicar a razão da transferência, mas ninguém foi encontrado até as 20h30. Segundo Moacir Machado, superintendente da delegacia do Alto Maracanã, o advogado do motorista deve entrar com pedido para que ele responda ao processo em liberdade ainda nesta semana.

O motorista pode ser preso por até 8 anos, caso seja condenado pelos crimes de homicídio doloso (com intenção de matar) e por dirigir embriagado. Ele foi preso em flagrante.

Cada um desses crimes pode resultar em penas de dois a quatro anos de prisão, segundo a delegacia do Alto Maracanã. No caso do homicídio, a pena ainda pode ser agravada por omissão de socorro. Nesse caso não é possível pagar fiança.

Cardíaco, o motorista passou mal ao se recuperar da bebedeira e perceber o que havia feito, segundo Macir Machado, superintendente da delegacia. Ele foi medicado e passa bem nesta segunda-feira (13).

Atropelamento

O atropelamento ocorreu próximo ao Clube Santa Mônica, na BR-116. O ciclista Marco Aurélio Sadlovski, de 31 anos, trafegava no acostamento na noite do dia 10. Ele foi atingido pela parte direita da dianteira da caminhonete do motorista, que tentou fugir e, no trevo do Atuba, entrou pela contramão. Pessoas que passavam pelo local e outros motoristas contiveram o veículo. O trajeto totalizou mais de 6 quilômetros.

A prisão foi gravada por câmeras de segurança da Guarda Municipal de Pinhais, que registrou inclusive o carro andando com o corpo do ciclista pendurado. O motorista foi submetido ao teste do bafômetro, que acusou que ele dirigia com 36,8 decigramas de álcool por litro de sangue (seis vezes acima do permitido).

Outro caso

Também na noite de sexta-feira, outro ciclista morreu atropelado na região de Curitiba. Carlito Menegildo de Lima, de 50 anos, pedalava pelo Contorno Sul, quando foi atingido por um veículo não identificado na altura do km 591 da BR-376. A PRF não tem informação de como o acidente ocorreu.

Imagens mostram atropelamento de ciclista em Colombo

Câmeras de segurança da Prefeitura de Pinhais flagraram motorista de caminhonete que atropelou ciclista e continuou dirigindo, mesmo com o corpo preso junto ao para-brisa.

+ VÍDEOS

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.