Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Um relatório divulgado por técnicos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) sobre a quantidade de raios e as condições meteorológicas no momento do apagão, em 10 de novembro, indicam que houve ocorrência de descargas de fraca intensidade longe das linhas de transmissão de Itaipu e da subestação de Itaberá (SP).

De acordo com o relatório, os raios registrados entre as 22h10 e 22h16 estavam distantes mais de 9,2 quilômetros de uma das linhas de 600 kV e mais de 30,5 quilômetros da subestação de Itaberá.

Conforme os técnicos, a chance de um raio ter atingido diretamente cada uma das cinco linhas de transmissão de Itaipu ou a subestação de Itaberá é menor do que 15% para descargas fracas, que têm intensidade inferior a 25 kA. O relatório ressalta que são praticamente nulas as probabilidades de descargas com intensidade acima de 25 kA terem atingido as linhas ou a subestação.

Porém, antes do apagão, ainda durante à tarde do dia 10 de novembro, as linhas de transmissão do sistema Itaipu foram atingidas várias vezes por raios com intensidades superiores a 50 kA.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]