Uma abordagem de policiais civis terminou a um jovem de 19 anos, que foi baleado no pescoço, virou alvo de investigação. Ele teria sido atingido depois de, assustado, fugir ao ver um policial apontar uma arma pra ele.

A ação aconteceu próximo à esquina das ruas Engenheiro Benedito Mario da Silva com Edgard de Alencar Guimarães, no Cajuru, em Curitiba. Segundo os policiais, o jovem entrava num Peugeot 308, onde estavam a namorada e três amigos, e se assustou com a aproximação de uma viatura descaracterizada.

O policial apontou a arma para o rapaz que, pensando ser um assalto, entrou no carro e saiu em alta velocidade. Os policiais, que acreditavam que ele teria roubado o veículo, o seguiram e conseguiram furar um dos pneus do carro a tiros.

Quatro morrem em São José dos Pinhais em suposto confronto com a PM

Leia a matéria completa

O jovem perdeu o controle do Peugeot e bateu em um ônibus. Todos os ocupantes do carro desceram e pediram ajuda, pois acreditavam estar sendo vítimas de um assalto. Enquanto corriam, o motorista foi atingido por um disparo no pescoço.

Segundo o Hospital Cajuru, local para onde o rapaz foi levado, ele continua internado, mas não corre risco de morte e está estável.

Acontece que, segundo familiares, o rapaz é estudante universitário e o carro foi dado de presente pelos pais. O jovem estava com a namorada e os amigos, voltando do cinema. Ainda de acordo com a família, as armas dos policiais que participaram da abordagem foram apreendidas pelo Centro de Operações Policiais Especiais (Cope).

A assessoria de imprensa da Policia Civil, em nota, confirmou a situação, que envolveu investigadores do 3º Distrito Policial (DP) de Curitiba. Segundo a corporação, equipes do Cope e da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) estiveram no local e a Corregedoria Geral Geral da Polícia Civil (CGPC) instaurou uma investigação preliminar para apuração dos fatos.

Em janeiro de 2015, um caso similar ocorreu no bairro Água Verde. Na ocasião, um jovem foi abordado também por uma viatura descaracterizada e baleado após perseguição.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]