RIO DE JANEIRO - A Justiça do Rio concedeu na manhã de ontem liberdade provisória para os pais da menina Rita de Cássia Rodrigues de Sena, 5 anos, que morreu na noite de sábado, após cair do 5º andar de um prédio na zona norte do Rio. Fátima Rodrigues Edwiges Sena, 50 anos, e Gilson Rodrigues de Sena, 51 anos, foram presos em flagrante no domingo por abandono de incapaz – por terem deixado a criança sozinha no apartamento.

De acordo com informações do Tribunal de Justiça, o juiz de plantão André Nicolitt decidiu liberar o casal. Segundo a assessoria do tribunal, o alvará de soltura foi expedido por volta das 10 horas. O enterro da menina ocorre hoje, no cemitério de Irajá.

Segundo a polícia, a menina passou por um buraco na rede de proteção da janela da área de serviço. Segundo o delegado Marco Castro, que fazia plantão no distrito policial onde o caso foi registrado, o circuito de câmeras mostrou que os pais não estavam em casa no momento do acidente e, com isso, a possibilidade de homicídio foi descartada.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]