i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Urbanismo

Malha pode desafogar o trânsito

  • Por
  • 19/07/2009 21:05

A notícia de que Curitiba investirá em uma malha cicloviária é esperada há anos por usuários de bicicleta e especialistas em transporte e mobilidade. Segundo eles, uma rede cicloviária não resolverá os problemas de trânsito, mas pode ajudar.

Para o diretor do curso de Arquitetura e Urbanismo da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Carlos Hardt, Curitiba saiu na frente há 30 anos, quando implantou as primeiras ciclovias, mas parou no tempo. "Elas foram destinadas ao lazer e não à mobilidade", diz.

Hardt acha que os investimentos são bem vindos, mas poderiam ter sido feitos antes. Ele avalia que as bicicletas podem funcionar como uma alternativa ao transporte coletivo, mas alerta que no começo o sistema poderá não ser usado. "É um aspecto cultural que nós não temos, um hábito que acaba sendo perdido na infância."

O coordenador do programa de extensão da Universidade Federal do Paraná (UFPR), José Carlos Assunção Belotto, diz que a previsão de vias destinadas a bicicletas na Linha Verde e na Marechal Floriano Peixoto, formando uma "cruz", devem ser úteis. Ele lembra, porém, que a melhor alternativa é a ciclofaixa. "Assim o ciclista fica separado do pedestre e do carro. Aumenta a velocidade média e a segurança", diz.

Para o ciclista Jorge Brand, membro do movimento Bicicletada, um ponto negativo é a ausência de usuários de bicicleta na elaboração do projeto. "É um descaso", critica. O primeiro erro, segundo Brand, é implantar uma ciclofaixa na Marechal Floriano, em um trecho restrito entre a Linha Verde e o Boqueirão. "Se não vai até o centro não adianta. Estão dando preferência para os carros. Nada vai acontecer enquanto nossos administradores não andarem de transporte coletivo ou bicicleta." (TC)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

    Fim dos comentários.