i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
saúde

Beneficiários podem esperar meses para agendar consulta no INSS

Com falta de médicos, demora pode ser de até cinco meses. Cerca de 500 profissionais devem ser contratados este ano

  • PorJônatas Lucizano
  • 20/01/2010 17:12

Muitas pessoas estão encontrando problemas para agendar uma perícia nas agências do INSS em todo o Brasil. Para conseguir uma consulta leva meses e a esperança para reduzir a fila e o tempo de espera é um concurso que deve ser realizado este ano, como mostra reportagem do Paraná TV 2ª Edição desta quarta-feira (20).

Afastado do trabalho por problemas psicológicos, Wagner Campos Silva passa pelo médico a cada três meses, entretanto, a última perícia que deveria ser em dezembro, foi só marcada para fevereiro, e, como o prazo venceu, seu benefício foi cortado. "Vou ter que fazer uma nova perícia para poder validar os dois meses anteriores e, assim, poder receber", relata.

O ajudante de eletricista, João Moraes, que teve quatro fraturas no pé em um acidente de trabalho em novembro, só agora vai fazer a perícia. "Como estou morando em Água Boa para mim seria melhor em Campo Mourão, mas lá só em abril, então é melhor vir pra cá", comenta.

O principal problema encontrado é a falta de médicos. Em Maringá dos nove concursados, dois se aposentaram, dois estão de férias e uma medica em licença maternidade. Em campo mourão quatro se aposentaram e apenas um continua em atendimento.

Com o número reduzido de profissionais para fazer à consulta a espera é longa. Em Maringá quem agenda uma perícia hoje só vai ser atendido em março. Já em Campo Mourão são cinco meses de espera.

"Não tem condições de antecipar porque é feito atendimento por agendamento e o agendamento está lotado, então as pessoas que procuram a previdência têm que aguardar o dia da vaga disponível", diz a gerente executiva do INSS Maringá, Marlene Corteline.

Serviço: O concurso do INSS está previsto para o mês de março. Para reforçar o quadro de médicos, 500 profissionais devem ser contratados em todo o país. As inscrições estão abertas e podem ser feitas pela internet. O endereço é www.cesp.unb.br

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.