A Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (Sesa) descartou, neste domingo (24), os dois casos considerados suspeitos da Gripe A H1N1, em Maringá. As duas pessoas retornaram recentemente do Reino Unido e apresentaram sintomas como febre e tosse. Porém os exames laboratoriais feitos pela Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz) descartaram a possibilidade de influenza nos pacientes maringaenses. Ambos já receberam alta.

O caso havia sido notificado na quinta-feira (21) pela 15.ª Regional de Saúde. Tratava-se de uma mulher e uma criança, do sexo masculino, que voltaram do Reino Unido há duas semanas. Ao todo, quatro casos já foram descartados em Maringá. O último foi o descarte do monitoramento de um homem, de 44, anos, ocorrido no dia 18, que estava internado no Hospital Municipal de Maringá.

Desde o início da epidemia, o Paraná descartou 32 casos, sendo 24 por exames laboratoriais e oito por critérios clínicos ou epidemiológicos.

Mesmo não tendo notificação de caso suspeito ou em monitoramento neste momento no estado, a Secretaria da Saúde alerta as pessoas que chegaram do exterior com sintomas de gripe nos últimos 10 dias, para que procurem a unidade de saúde mais próxima para serem monitoradas corretamente.

Para o Ministério da Saúde, são considerados casos suspeitos da Influenza A H1N1 as pessoas que apresentarem febre alta de maneira repentina (acima de 38°C) e tosse, podendo estar acompanhadas de algum dos seguintes sintomas: dor de cabeça, dificuldade respiratória, dores musculares e nas articulações.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]