i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Maringá

Idoso aguarda transferência de hospital há mais de um mês

Paciente está internado há mais de 40 dias em situação de alto risco, com uma fratura na bacia

  • PorJornal de Maringá, com informações do Paraná TV - 2ª Edição
  • 18/06/2010 17:45
Segundo a 15ª Regional da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o paciente será levado pra  Londrina na próxima quinta-feira (24) | Reprodução RPC TV Cultura
Segundo a 15ª Regional da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o paciente será levado pra Londrina na próxima quinta-feira (24)| Foto: Reprodução RPC TV Cultura

Um homem de 74 anos enfrenta uma espera dolorosa para receber atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) em Maringá. O paciente está internado há mais de 40 dias em situação de alto risco, com uma fratura na bacia. Ele deveria ter deixado o Hospital Santa Rita depois de uma semana, mas até hoje não passou sequer pela cirurgia que precisa.

Segundo superintendente técnico do hospital, Alvo Vizzoto Júnior, antes da cirurgia o idoso precisa passar por um outro procedimento chamado endovascular, uma espécie de irrigação sanguínea para evitar complicações, como uma embolia pulmonar. "Se ele fizer a cirurgia antes de colocar o aparelho, ele corre um risco altíssimo", explicou em entrevista ao Paraná TV- 2ª Edição desta sexta-feira (18),

O problema é que nenhum hospital de Maringá está autorizado a fazer esse procedimento pelo SUS. No Paraná, esse trabalho médico só é realizado pela rede pública em Curitiba e Londrina. "Já foram realizados seis agendamentos para que a ambulância do Estado retirasse o paciente. Em todas essas oportunidades eles cancelaram, o deixando exposto a esta situação", reclamou o diretor do hospital, Hiram Castilho.

A 15ª Regional da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirmou o cancelamento da transferência, mas informou que isso teria acontecido somente duas vezes por falta de ambulância. Ainda segundo a Sesa, o paciente será levado pra Londrina na próxima quinta-feira (24). A família do idoso está muito abalada e preferiu não comentar o caso.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.