Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A Arquidiocese de Maringá vai celebrar nesta terça-feira (14) uma missa pelos que morreram no trânsito. Este ano, a celebração marcada para as 18h30 na Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória vai lembrar não só as vítimas no trânsito da cidade, mas também os que morreram em acidentes no Paraná e no país, com um destaque para as vítimas da PR-323 nos últimos doze meses.

A missa será presidida pelo arcebispo Dom Anuar Battisti, que pelo terceiro ano realiza a celebração especial pelas almas das pessoas que morreram em acidentes de trânsito. Antes e após a missa, voluntários estarão colhendo assinaturas para o abaixo assinado que solicita a duplicação da PR-323. Também haverá a colocação de adesivos nos carros com a logomarca da campanha.

A Arquidiocese de Maringá, assim como outras entidades e autoridades, está fortemente engajada na campanha pela duplicação da rodovia, considerada uma das mais perigosas do Paraná. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), 731 acidentes e 35 mortes na estrada foram registrados entre janeiro e outubro. Esse número de acidentes representa um aumento de 39% em relação ao ano anterior.

Atualmente, o único trecho duplicado é o que corta o perímetro urbano de Paiçandu, com apenas quatro quilômetros de extensão. Segundo o Serviço de Informação da Arquidiocese de Maringá (Siam), o abaixo-assinado para que a rodovia seja duplicada já conta com cerca de 50 mil assinaturas, sendo 20 mil delas de pessoas de Maringá.

Mais uma cidente com morte

Na tarde de domingo (12),um acidente entre uma moto e um carro deixou uma pessoa morta e outra gravemente ferida na PR-323, próximo a Cafezal do Sul, a 30 quilômetros de Umuarama.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]