foram encontrados 1.300 pedras de crack, além de joias e equipamentos eletrônicos que teriam sido utilizados como pagamento pelas drogas | Reprodução RPC TV Cultura
foram encontrados 1.300 pedras de crack, além de joias e equipamentos eletrônicos que teriam sido utilizados como pagamento pelas drogas| Foto: Reprodução RPC TV Cultura

Sete pessoas foram presas em Maringá, na manhã desta quarta-feira (10), por envolvimento tráfico de drogas. Três mulheres e dois homens, além de dois adolescentes, já haviam sido identificados em trabalhos de investigação. Com eles, foram encontrados 1.300 pedras de crack (cerca de 260 gramas), além de joias e equipamentos eletrônicos que teriam sido utilizados como pagamento pelas drogas.

O trabalho foi feito pela Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam), da Polícia Militar. Mais de 30 policiais cumpriram os mandados de busca e apreensão em cinco casas, a partir de denúncias recebidas pelo serviço telefônico 181. Com os traficantes, a Rotam encontrou R$ 1,1 mil em dinheiro, dois notebooks, uma máquina fotográfica, seis celulares e algumas peças de Prata de Bali. Segundo a assessoria de comunicação do 4º Batalhão da Polícia Militar, os equipamentos eletrônicos e as joias não tinham notas fiscais.

Em comunicado repassado para a imprensa, o Comando do 4º Batalhão ressalta a importância da participação da população denunciando os traficantes de drogas para que o Estado possa aumentar o número de prisões e apreensões no Paraná. Todas as ligações recebidas são registradas sem que o denunciante seja identificado e as informações repassadas são verificadas. "Hoje, podemos dizer que a comunidade retirou vários suspeitos de circulação e evitou que inúmeras pessoas fossem prejudicadas pela droga", destaca o informativo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]