Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Maringá tem a maior frota proporcional

Maringá é a cidade do Paraná que tem a maior frota proporcional de veículos. O cálculo é feito dividindo-se o número de habitantes pelo número de veículos. Confira:

1º. MARINGÁ:

- População*: 335.511

- Frota**: 217.589

- Número de habitantes para cada carro: 1,54

2º. CURITIBA:

- População: 1.851.215

- Frota: 1.140.074

- Número de habitantes para cada carro: 1,62

3º. LONDRINA:

- População: 510.707

- Frota: 263.802

- Número de habitantes para cada carro: 1,93

4º. PONTA GROSSA:

- População: 314.681

- Frota: 127.928

- Número de habitantes para cada carro: 2,46

5º. FOZ DO IGUAÇU:

- População: 325.137

- Frota: 109.070

- Número de habitantes para cada carro: 2,98

* Estimativa do IBGE, de julho de 2009

** Dados do Detran-PR, de outubro de 2009

Para desafogar o trânsito de Maringá, que é a cidade do estado com a maior frota proporcional de veículos, o vereador Wellington Andrade (RPR) quer implantar um sistema de rodízio de carros. A proposta foi discutida na sessão plenária de quinta-feira (3) e deve ser apresentada em fevereiro do ano que vem, caso o sistema binário, em fase de implantação pela Prefeitura, não atinja os resultados esperados.

O rodízio valeria somente para automóveis e funcionaria da seguinte forma: na segunda-feira ficariam proibidos de circular os carros cuja placa termina com os números 1 e 2, na terça, 3 e 4; na quarta, 5 e 6; na quinta, 7 e 8; e na sexta, 9 e 0. Motos e caminhões não seriam atingidos. Também seria excluídos do rodízio veículos de transporte escolar, táxis, guinchos, ambulâncias, viaturas policiais e demais automóveis usados com fins comerciais.

A ideia, segundo Andrade, é restringir o fluxo de automóveis domésticos. "O trânsito da nossa cidade está travado, especialmente pela manhã, no horário do almoço e no final da tarde. Quem está na rua nesse horário sabe que não há mais condições de trafegar", justifica. Ele acrescenta que, além de reduzir o volume do tráfego, a mudança traria ainda ganhos para o meio ambiente.

O projeto já está redigido e prevê a implantação do rodízio em duas etapas: uma entre fevereiro e junho, para a adaptação dos motoristas; e outra entre agosto e dezembro, quando o rodízio já seria obrigatório. O descumprimento da norma acarretaria multa de R$ 191,54, considerada gravíssima.

Os motoristas seriam estimulados a usar ônibus e métodos alternativos de transportes, como a bicicleta, e também a pegar carona com colegas de trabalho. A proposta não prevê, contudo, reforço da frota de ônibus, que podem ficar lotados diante da nova demanda gerada pelo rodízio.

O parlamentar reconhece que a ideia é "polêmica e desgastante", mas disse que já conversou com colegas da Câmara e sentiu que "há condições para aprovar o projeto."

Avaliação criteriosa Na opinião do secretário municipal de Transportes, Walter Luiz Guerlles, a proposta do vereador Wellington Andrade (PRP), precisa ser avaliada criteriosamente. "Nós buscamos atender as necessidades da população, mas para chegar numa decisão com relação ao rodízio, é necessário ouvir os técnicos da secretaria".

Guerlles ainda lembrou que os problemas no trânsito maringaense ocorrem geralmente nos horários de pico, e não acontecem como na cidade de São Paulo-SP, onde existe o rodízio. "Para instalar o sistema de forma efetiva é necessário organizar uma série de aparatos. Portanto, precisamos avaliar muito bem o projeto para ser colocado em prática".

200 mil veículos nas ruas

A frota atual de Maringá é de 217.589 veículos, conforme estatísticas de outubro do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR). Há registrados na cidade, 120.121 carros (55% do total da frota) e 36.031 motos (16,5%).

Trata-se da maior frota proporcional do estado. Considerando-se a população atual da cidade, 335 mil habitantes, têm-se, entre os cinco maiores municípios paranaenses, o menor número de habitantes para cada veículo: 1,54. Em seguida estão Curitiba (1,62) e Londrina (1,93). Veja a relação completa no box acima.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]