Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O Corpo de Bombeiros retomou na manhã desta quarta-feira (07) as buscas a um monomotor desaparecido na Serra da Concórdia, na região sul do estado do Rio de Janeiro. As passageiras Irene Maria Barbosa e Elisa Barbosa Pereira e o piloto Antônio Pereira da Mata estavam a bordo da aeronave, que sumiu há mais de uma semana.

De acordo com o tenente-coronel Willian Vieira, do Comando de Bombeiros da região sul do estado, o mau tempo e as chuvas são as grandes dificuldades encontradas pelas equipes de busca.

Choveu muito na serra e existem algumas trilhas abertas. Nós estamos seguindo essas trilhas e abrindo outras para que possamos ter acesso a áreas mais remotas da Serra da Concórdia. Os bombeiros vão até o ponto mais alto da serra, onde há uma antena de radiotransmissão. Desse ponto, três equipes descem em cada direção fazendo um 'pente-fino', mas [o terreno] está muito escorregadio e tem muita lama.

O tenente-coronel disse ainda que uma aeronave do Corpo de Bombeiros, do tipo Esquilo, não conseguiu chegar região onde ocorrem as buscas por causa da baixa visibilidade na Serra das Araras, que impede a passagem do avião para o sul do estado.

O Corpo de Bombeiros foi acionado na última segunda-feira (5) pelo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo de Curitiba e começou as buscas com três equipes dos quartéis da região, que englobam Valença, Vassouras e Barra do Piraí, além do Grupamento Florestal de Magé. A Aeronáutica informou que no início da manhã duas aeronaves do Serviço de Salvamento Aéreo fizeram buscas na Serra da Concórdia, mas o serviço foi paralisado devido ao mau tempo.

O monomotor Bonanza BE 35 decolou no dia 30 de dezembro do Aeroporto Carlos Prates, em Belo Horizonte, com destino ao aeroporto de Jacarepaguá, na zona oeste do Rio, e perdeu contato com a torre de controle quando sobrevoava a Serra da Concórdia.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]