Um menino de 4 anos morreu nesta segunda-feira (28) após ter sido atingido no peito por uma bala perdida no morro do Cajueiro, em Madureira, zona norte do Rio. Ryan Gabriel Pereira dos Santos foi ferido neste domingo (27) enquanto brincava na frente da casa dos avós dele.

Ao todo, em 24 horas, quatro pessoas foram mortas em confrontos no Rio.

Gabriel estava internado no Hospital Estadual Getúlio Vargas, no bairro da Penha, e chegou a ser submetido a uma cirurgia, mas não resistiu.

Uma adolescente de 17 anos também foi baleada nas pernas e levada para o Hospital Estadual Albert Schweitzer, na zona oeste. Seu estado de saúde ainda não foi confirmado.

De acordo com a 29ª Delegacia de Madureira, o tiroteio foi resultado de um confronto entre traficantes do morro da Serrinha e do morro do Cajueiro durante uma tentativa de invasão do segundo.

Protestos

Moradores do morro do Cajueiro protestaram na tarde desta segunda pela morte do menino Ryan Gabriel Pereira dos Santos. Eles fecharam temporariamente a avenida Ministro Edgar Romero, no Rio de Janeiro. Segundo o consórcio BRT Transcarioca, duas estações foram destruídas: Vila Queiroz foi incendiada e Otaviano foi depredada. Dois ônibus também foram queimados.

Outros casos

No bairro de Cascadura, neste domingo (27), dois homens morreram após serem atingidos por disparos e outras quatro pessoas ficaram feridas. Milicianos e traficantes estariam disputando o controle do morro do Fubá.

Segundo informações Fábio Cardoso, titular da Delegacia de Homicídios da Capital, policiais realizam diligências para esclarecer o crime e identificar os autores.

No início da manhã desta segunda (28), um homem identificado como Nelson Nascimento, 28, foi morto em Barros Filho, também na zona norte. Ele dirigia um carro roubado na avenida Brasil. Duas mulheres, que estavam no carro, foram levadas para a delegacia da região. No confronto com a PM, outros três carros foram atingidos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]