i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
documento

Novo passaporte passa a ser emitido no Paraná

  • PorGuilherme Voitch
  • 06/11/2007 20:14
Guilhermina Guinle no papel da socialite Alice, em "Paraíso Tropical" | Reprodução www.globo.com/paraisotropical
Guilhermina Guinle no papel da socialite Alice, em "Paraíso Tropical"| Foto: Reprodução www.globo.com/paraisotropical

Fronteira - Imigrantes são 40% em Foz

Foz do Iguaçu – O Departamento de Imigração da Polícia Federal em Foz do Iguaçu atende em média 40 pessoas por dia. A característica da região, onde vivem representantes de mais de 70 nacionalidades, é a principal responsável pelo grande movimento, já que 40% dos documentos são emitidos para filhos de imigrantes. A maioria é de descendentes de imigrantes de países de língua árabe, coreanos e chineses, para renovação de vistos ou retirada do passaporte. Segundo a PF, a comunidade de língua árabe que reside na fronteira é formada por 12 mil pessoas e os asiáticos somam 8 mil.

"É costume entre libaneses e chineses viajar com os filhos para o país de origem pelo menos uma vez por ano ou a cada dois anos", diz o agente de Imigração da PF em Foz, Cláudio Arantes. A grande procura, lembra, é resultado ainda do prazo de validade do passaporte, regra que também será válida para o novo documento (crianças de zero a um ano de idade, por exemplo, precisam fazer a renovação em até 12 meses). Pelo menos 16 agentes de Foz, Londrina, Maringá, Cascavel e Guarapuava devem participar do treinamento para a emissão do novo passaporte a partir de hoje.

Fabiula Wurmeister

A partir de hoje, a Polícia Federal (PF) em Curitiba e Paranaguá passa a emitir o novo modelo de passaporte brasileiro. A previsão é de que as delegacias da PF em Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá, Guaíra e Guarapuava iniciem o processo na próxima sexta-feira. Somente Cascavel, por problemas técnicos, deverá continuar trabalhando com o modelo antigo. O novo passaporte custará R$ 156,07, praticamente o dobro do preço atual (R$ 79).

O Paraná é o quarto estado em número de passaportes emitidos, documento essencial para viagens internacionais. Somente em Curitiba, de acordo com a PF, são emitidos entre 200 e 250 passaportes por dia. O anúncio da emissão do novo modelo foi feito ontem na Superintendência Regional da Polícia Federal, com a presença do superintendente da PF no estado, Leoci Carlos Teixeira, e do coordenador-geral de Imigração, Paulo Roberto Ornelas Linhares. O primeiro passaporte do estado foi confeccionado para o médico Carlos Roberto Naufer Júnior.

O Paraná é o 22.° estado brasileiro a fornecer o novo passaporte, de capa azul, conforme acordado entre os países membros do Mercosul, e com 16 itens de segurança que dificultam a falsificação. As mudanças foram desenvolvidas pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e pela Casa da Moeda e seguem recomendações da Organização Internacional de Aviação Civil.

Além das medidas que garantem a segurança, o passaporte vai contar com um código binário que permite fazer a leitura e a análise de controle migratório em tempo real. "Anteriormente essas informações sobre a movimentação de passageiros tinham de ser digitadas", explica Linhares. O aeroporto Afonso Pena, no entanto, só deverá estar preparado para ler a nova tecnologia a partir do ano que vem.

De acordo com o superintendente da PF no Paraná, depois de finalizado o processo, o passaporte passará a ser entregue em até seis dias utéis. O requerimento do documento pode ser feito via internet (www.dpf.gov.br). "O cidadão só precisa comparecer na Polícia Federal para a coleta da assinatura eletrônica e das digitais. Isso leva, em média, 15 minutos." Teixeira disse que os funcionários da PF foram treinados para confeccionar o novo passaporte, mas não descartou eventuais atrasos nas primeiras semanas de emissão. "A adaptação pode levar algum tempo", ressaltou.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.