Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Oito câmeras de monitoramento foram inauguradas na manhã desta sexta-feira (4) em vias públicas do bairro Prado Velho, em Curitiba. Os equipamentos foram colocados em pontos estratégicos nas ruas Guabirotuba, Iapó, Imaculada Conceição e Salgado Filho, direcionados para pontos de ônibus e estações-tubo da região, para garantir a segurança da comunidade local e de estudantes da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), que tem um campus na região.

No último domingo (29), um tiroteio próximo ao Portão 3 da universidade deixou seis pessoas feridas, mas, segundo o secretário municipal de Defesa Social, coronel Itamar dos Santos, a inauguração do sistema de monitoramento não tem nenhuma relação com o crime. Apesar de a inauguração oficial das câmeras ter sido nesta manhã, alguns equipamentos já estão funcionando há vários dias, antes mesmo do tiroteio. "Mas nenhuma das câmeras fica direcionada para o local onde ocorreram os disparos", diz.

Os equipamentos foram instalados pela própria PUCPR, e o monitoramento será feito por agentes da Guarda Municipal a partir de um módulo da instalado na Praça Plínio Tourinho, na Rua Engenheiros Rebouças. Segundo a PUCPR, cerca de 25 mil pessoas circulam pelo campus do Prado Velho. Santos explica que a utilização dos equipamentos foi feita em parceria com a instituição, que apontou o registro de um grande número de crimes como roubos e furtos nos arredores do campus.

Com a entrada em funcionamento das filmadoras, no caso de uma ocorrência ser flagrada, os agentes da Guarda Municipal acionam imediatamente a Polícia Militar (PM). "Caso não haja equipe da PM disponível, mandamos uma viatura da própria guarda", diz o secretário. Todas as imagens gravadas pelas câmeras ficam armazenadas por duas semanas, quando são descartadas. "Caso haja algum evento especial registrado, o trecho é destacado e mantido em nosso banco de dados", afirma.

Em Curitiba, funcionam atualmente 86 câmeras de monitoramento em vias públicas, sendo 44 em ruas da região central, seis no Parque Barigui, e as demais espalhadas pelas Ruas da Cidadania. Santos não soube informar quantas ocorrências de crimes já chegaram a ser flagradas com os equipamentos, mas garante a eficácia do sistema. "A ideia é principalmente coibir os criminosos; por isso as câmeras são instaladas em local visível", explica.

Operação Natal

No mesmo evento de inauguração das câmeras, a Guarda Municipal de Curitiba fez o lançamento da Operação Natal, que tem o objetivo de reforçar a segurança da população no período de compras de fim de ano. Foram destacados 130 agentes, além de dois módulos móveis para apoiar nas operações de monitoramento. A operação será focada na região do Centro, onde se concentra as redes de comércio da cidade, e será realizada até o dia 27 de dezembro.

Uma operação semelhante é realizada desde a terça-feira (1º)pela PM, que reforça o policiamento também no Centro. O objetivo é garantir a segurança dos consumidores, que acabaram de receber a primeira parcela do 13º salário, e dos lojistas, que estenderam o horário de funcionamento do comércio nesta semana.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]