Três homens incendiaram um ônibus no Jardim das Camélias, zona leste de São Paulo, por volta das 22h30 quinta-feira (13). Não houve feridos.

Segundo a Polícia Militar, três homens pararam o ônibus na avenida Laranja da China. Eles mandaram todos desembarcarem, jogaram combustível e atearam fogo no veículo. Após o ataque, os ladrões fugiram.

O ônibus foi destruído pelo fogo. A PM não soube informar o que motivou o ataque ao coletivo.

Com o ataque desta quinta, sobe para 142 o número de ônibus incendiados desde janeiro, segundo dados do SPUrbanuss (sindicato das empresas de ônibus). No ano passado inteiro, foram 65.

Em outubro, um ônibus foi incendiado na Vila Jaraguá (zona norte de SP), causando a morte do motorista John Brandão. Ele teve 70% do corpo queimado.

Após a morte do motorista, a categoria fez uma paralisação de duas horas -fora do horário de pico- no dia 5 de novembro em protesto contra os ataques a coletivos que têm ocorrido na cidade nos últimos meses.

"É uma manifestação pela vida, e não pelo patrimônio. A população precisa se conscientizar de que queimar ônibus não resolve nada. Virou moda, queimar ônibus hoje é como queimar lixo", disse José Valdevan, presidente do sindicato dos motoristas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]