i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Levantamento

Pais e padrastos são autores de 40% dos crimes de violência sexual infantil

  • Isabelle BaronePor Isabelle Barone
  • Brasília
  • 18/05/2020 13:18
Imagem ilustrativa.
Imagem ilustrativa.| Foto: Unsplash

No Brasil, em 2019, pelos menos 40% dos crimes de violência sexual infantil foram cometidos por pais ou padastros. Esse e outros dados foram divulgados pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) na manhã desta segunda-feira (18), data estabelecida como Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

O mapeamento revelou que 14% dos crimes dessa natureza foram cometidos pelas mães das vítimas, 9% pelos tios, 7% por vizinhos e os outros 30% dos casos são de responsabilidade de "outros".

Se considerada a faixa etária entre 0 e 11 anos de idade, crianças do sexo masculino são as vítimas mais recorrentes de violência sexual. As meninas, de outro modo, passam a ser os maiores alvos se considerada a faixa etária entre 12 e 17 anos.

"Não temos muito a celebrar. Cabe a mim a tristeza de apresentar dados que vão deixar muita gente triste. Meu sonho era apresentar números bem diferentes, mas o resultado ainda nos deixa muito triste, sonhávamos em estar anunciando grandes mudanças, grandes avanços", disse a ministra Damares Alves ao divulgar o levantamento.

A pasta reconhece que o país se encontra muito longe do avanço "ideal" à medida que, entre 2018 e 2019, houve uma queda de apenas 0,3% de denúncias de violência infantil registradas pelo Disque Direitos Humanos.

De todas as queixas, 55% dizem respeito à violação de direitos da criança e do adolescente e, desse total, 11% foram denúncias de violência sexual infantil. O ministério também lamentou o fato de que se estima que apenas 10% dos crimes dessa natureza são denunciados às autoridades.

Ainda segundo os dados divulgados na manhã desta segunda, pelo menos 73% dos crimes de violência sexual infantil aconteceram na casa da própria vítima ou na residência do suspeito que, em quase 90% dos casos, é do sexo masculino.

Dados de 2020, em atualização

Entre janeiro e março deste ano, o ministério notou uma estabilidade do número de denúncias de violência sexual infantil. Em janeiro, fevereiro e março, foram registradas 1.361, 1.408 e 1.402 queixas, respectivamente.

Em abril, no entanto, houve um decréscimo: 1.162 denúncias dessa natureza foram feitas à ouvidoria. Segundo a pasta, não há um indicativo claro do motivo da queda. "Sabemos que diz respeito à Covid-19. Mas quando essas crianças vierem a ter contato externo, provavelmente o número aumentará e vamos precisar de políticas públicas para acolher essas crianças", afirmou Fernando Ferreira, ouvidor nacional de Direitos Humanos.

4 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 4 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • D

    DENISSON HONORIO DA SILVA

    ± 128 dias

    Não é apenas o homem que merece o fogo do inferno. A situação merece um cuidado especial por parte da mulher. Não há uma resposta fácil, mas tem-se indicativos para a mulher ficar atenta. Como foram os relacionamentos anteriores? A vida sexual é normal? Há alcoolismo ou violência doméstica? Apresentou doenças sexualmente transmissíveis? Culturalmente e familiarmente comporta-se como? Claro o amor é cego, mas a mulher consegue ser racional e impedir de ser relacionar com um animal ao invés de um ser humano.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Jorge Dias

    ± 129 dias

    Segue o árduo trabalho do departamento extremo-esquerdista da Gazeta para desacreditar a figura do homem, depois vem o "Sempre Família", querer ensinar o que é ser um HOMEM para uma geração atordoada. É um contrassenso, uma verdadeira dicotomia a redação deste jornal.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    2 Respostas
    • F

      Fernanda

      ± 129 dias

      isso é DADO não é a gazeta que tá dizendo

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • F

      Fernanda

      ± 129 dias

      meu deus, vc é burro ou o que?

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]