Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Aluguel mínimo ser´de R$ 15 por meia hora | Antônio More/Gazeta do Povo
Aluguel mínimo ser´de R$ 15 por meia hora| Foto: Antônio More/Gazeta do Povo

Começou a funcionar oficialmente nesta quinta-feira (2) uma loja de aluguel de bicicletas elétricas no Parque Barigui. O projeto é dos empresários Tiago Campos e Ana Cláudia Stier e foi elaborado há um ano e meio. A ideia ganhou o apoio da prefeitura, que autorizou sua operação por um período experimental de seis meses.

“Vamos analisar a viabilidade do negócio e o fluxo de clientes para eventualmente abrir uma licitação para o mesmo tipo de serviço não só em parques, mas em outros locais da cidade”, disse o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT).

O investimento foi realizado pelos empresários, que estimam entre R$ 3 mil e R$ 6 mil o custo de cada uma das bicicletas dotadas de motores movidos a pedaladas. “O ciclista pode ajustar o nível de esforço necessário. O mínimo, por exemplo, equivale a pedalar em uma descida”, explica Campos.

O aluguel custa R$ 0,50 por minuto e o tempo mínimo é de 30 minutos -- o que equivale a R$ 15 pela menor utilização. Duas das bicicletas dispõem de cadeirinhas para crianças e uma delas conta com uma cesta para cachorros. Para ficar o dia todo com a bicicleta, é preciso desembolsar R$ 99.

A estimativa dos donos é de que sejam feitas 80 locações no sábado e no domingo e entre 30 e 70 nos dias de semana. “A procura está sendo bem grade tanto de turistas brasileiros quanto de estrangeiros. A empresa começou o serviço no dia 26 de março, antes da inauguração oficial. Além disso, muitas famílias têm alugado as bicicletas para passeios em grupo”, disse Campos.

Para o prefeito, as bicicletas elétricas são um atrativo para um público que ainda não tem o hábito de pedalar. “Por causar menor desgaste, essas bicicletas podem servir para aumentar o interesse dos curitibanos”, afirmou.

O bicicletário foi montado no interior de um contêiner e está decorado com plantas. “Por isso, está sendo chamado de primeiro “ecocontêiner” de aluguel de bikes do mundo, que é mais um dos apelos sustentáveis do projeto”, disse Campos. O estabelecimento fica no estacionamento da Casa Amarela, na frente do Museu do Automóvel, e abre diariamente das 10h às 19h.

Tentativas fracassadas

Desde 2007, Curitiba vem tentando implantar projetos de aluguel e compartilhamento de bicicletas tradicionais. Cinco bicicletários foram construídos para essa finalidade pela prefeitura: no Parque São Lourenço, Jardim Botânico, Centro Cívico, Santa Quitéria e Carmo. Mas os negócios de todos os vencedores das licitações derraparam antes de seis meses.

A exceção foi o serviço da Kuritibike, retomado em junho de 2014, após uma paralisação de nove meses na oferta do serviço na cidade, que já dura 10 meses. No entanto, a empresa só está operando um dos dois pontos reativados, o da Rua Jacy Loureiro de Campos, no Centro Cívico, tendo abandonado o do Parque São Lourenço por falta de público. Seus horários também foram reduzidos em relação ao projeto original, que previa atendimento de segunda a segunda das 9h às 19h. Hoje, funciona de terça a sexta das 10h às 17h e nos fins de semana de das 9h às 18h.

Segundo Fruet, os problemas de continuidade dos serviços se deveram a dificuldades financeiras. “Mas hoje a empresa [Kuritibike] já está estudando a ampliação do serviço”, disse.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]