i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Foz do Iguaçu

PM apreende pássaros silvestres; criador foi encontrado morto

Aparentemente bem cuidadas, aves estavam em gaiolas na casa de um homem de 46 anos. Ele foi encontrado morto por PMs acionados pela vizinhança

  • PorFabiula Wurmeister, da sucursal de Foz do Iguaçu
  • 14/11/2012 16:25
Aves estavam em gaiolas e o criador foi encontrado morto | Divulgação/Polícia Ambiental
Aves estavam em gaiolas e o criador foi encontrado morto| Foto: Divulgação/Polícia Ambiental

Policiais ambientais apreenderam no início da noite de terça-feira (13) 29 pássaros silvestres mantidos em cativeiro em Foz do Iguaçu, no Oeste do estado. As aves, aparentemente bem cuidadas, estavam trancadas em gaiolas na casa de um homem de 46 anos que morava sozinho e foi encontrado morto horas antes por policiais militares que haviam sido acionados por moradores da vizinhança.

Os pássaros, entre eles curiós, canários, coleirinhas, cardeais e sabiás, vinham sendo mantidos ilegalmente. Segundo o soldado Leandro Barbosa, não foram encontrados documentos que autorizavam a criação, nem as anilhas de identificação fornecidas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Nenhuma das aves está na lista de espécies ameaçadas, por isso podem ser criadas em cativeiro com autorização. A sanção para este tipo de crime ambiental é de seis meses a um ano de reclusão e multa a partir de R$ 700 por ave. Os pássaros foram avaliados e doados para um hotel da cidade. A Polícia Civil está investigando o que pode ter levado à morte do dono das aves recolhidas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.