i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Seqüestro em Santo André

Polícia diz que pai de Eloá tem 4 mortes na ficha

  • PorAgência Estado
  • 23/10/2008 07:34

Relato da Polícia Civil de Alagoas mostra que o ex-cabo da Polícia Militar Everaldo Pereira dos Santos, pai da garota Eloá, morta após ser mantida refém por mais de 100 horas pelo ex-namorado em Santo André, no ABC paulista, tem quatro homicídios em sua ficha corrida. Santos está foragido. Ele é acusado pela polícia de Alagoas de participar do assassinato do delegado Ricardo Lessa, irmão do ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), em 1991. Também chama a atenção a descrição sobre sua atuação em grupo de extermínio

A ficha de Santos inclui envolvimento com a "Gangue Fardada", que agia no interior alagoano, principalmente na região de Campestre e Jundiá e na divisa de Alagoas com Pernambuco. O pai de Eloá, que em São Paulo usava o nome de Aldo José da Silva, foi excluído da PM em 20 de julho de 1993, por deserção. Nessa época, ele teria fugido de Maceió depois que sua prisão havia sido decretada.

Defesa

Toda a repercussão midiática do caso Eloá, na avaliação da família da adolescente, pode ajudar na defesa do seu pai. "Agora eles podem se defender sem medo. Com toda a imprensa em cima, fica mais difícil que alguém queira simplesmente 'apagar o arquivo'. Foi o que a Ana Cristina (mãe de Eloá e mulher de Everaldo), mesmo muito arrasada, concluiu", disse a agente comunitária Simone Duarte, de 33 anos. Durante o seqüestro, foi Simone quem abrigou a família de Eloá.

A Polícia Civil de Alagoas considera Santos um arquivo vivo e teme por sua vida. Segundo Simone, nas poucas palavras que trocaram sobre o assunto, Ana Cristina se mostrou "arrasada, sem chão". "Ela deixou bem claro que ele é inocente, mas agora está com medo de ser ameaçada." Temendo ser descoberto, Santos não foi ao enterro da filha.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.