• Carregando...

A Delegacia de Homicídios (DH) afirma já ter reconhecido um homem que foi assassinado na manhã do último domingo (18), em Curitiba, após levar três tiros e colidir com uma viatura da Guarda Municipal quando dirigia em busca de um hospital. Além de terem reconhecido Pedro Bertoncelli Neto, que seria o nome da vítima, a DH informou já ter identificado três responsáveis pelo assassinato.

Bertoncelli faleceu na manhã deste domingo ao bater na traseira de uma viatura da Guarda Municipal no cruzamento entre as avenidas República Argentina e Presidente Kennedy, em frente ao Shopping Palladium, no bairro Portão, em Curitiba. Ele dirigia um veículo Chevette em alta velocidade e estava sem cinto de segurança. Apesar de estar com três balas no corpo, ele teria morrido por causa da colisão, segundo análise preliminar da polícia. A viatura da Guarda foi arrastada por 20 metros, mas os policiais não se feriram. Bertoncelli ficou preso nas ferragens e chegou a ser socorrido pelo Siate, mas teve morte instantânea. A suspeita inicial, de acordo com relato de testemunhas, era de que ele havia saído de um show no Curitiba Master Hall, duas quadras distante do local do acidente, e estaria embriagado. Na última segunda-feira (19), no entanto, a DH passou a trabalhar com a teoria de que ele teria morrido em decorrência dos tiros, e não do acidente. As balas encontradas no corpo pertenciam a armas de calibres diferentes, o que indica a autoria de mais de um suspeito. Bertoncelli, segundo a polícia, já tinha passagens anteriores por tráfico de drogas, o que teria ligação com o assassinato.

0 COMENTÁRIO(S)
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]