i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
RMC

Polícia não tem pistas sobre os foragidos do Complexo Médico Penal

Justiça emitiu na tarde desta segunda (13) o pedido de recaptura dos presos, que fugiram na madrugada. Outros três tentaram escapar, mas foram encontrados até a tarde de ontem

  • PorFábio Cherubini e Amanda Audi
  • 14/01/2014 15:42

Presos recapturados deverão ter agravamento de pena

Os três presos que foram recapturados depois de tentarem escapar do Complexo Médico Penal (CMP), em Pinhais, deverão sofrer um agravamento de pena, segundo a Secretaria Estadual da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (Seju).

A secretaria informa que os homens serão encaminhados para um juiz que analisará a situação dos presos e definir quais serão as punições, que vão desde a perda de benefícios até a ampliação das penas. (FC)

A Polícia Civil ainda não tem pista do paradeiro dos dois presos foragidos do Complexo Médico Penal (CMP), em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. A fuga na qual escaparam cinco detentos ocorreu na madrugada desta segunda-feira (13).

De acordo com a Secretaria Estadual da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (Seju), um mandado de prisão e recaptura foi emitido no fim da tarde de segunda-feira para Ederson Machado e Orlei Gonçalves.

Ao todo cinco homens escaparam do complexo. Dionatan Quadros, envolvido na morte do superintendente da delegacia de Campo Largo, Marcos Antônio Gogola, em setembro do ano passado, e o presidiário Rodrigo Filgueira Santos, que também escaparam, foram recapturados por volta das 17 horas de segunda-feira pelo chefe de segurança do CMP, Marcos Muller. Já Max Cabral, que também estava foragido, se entregou à polícia pela manhã do mesmo dia da fuga.

A fuga

Para escaparem, os detentos furaram uma parede de tijolos de um metro de espessura. Três deles estavam recebendo cuidados médicos no local e dois eram "cuidadores", que trabalhavam cuidando dos enfermos. Na hora da fuga, Dionatan ainda se recuperava de ferimentos no braço - que foi amputado -, na perna e no quadril, herança da troca de tiros da tentativa de resgate que matou Gogola.

Ele foi "içado" por uma espécie de balanço até o andar térreo com a ajuda dos outros detentos, segundo Muller.

No fim da tarde, o chefe de segurança do complexo encontrou Dionatan e Rodrigo Filgueira Santos no meio do caminho. Eles passaram a noite em um banhado próximo ao local e aparentemente esperavam que alguém os buscasse. Os ferimentos de Dionatan infeccionaram e ele foi levado de volta à unidade do hospital penitenciário.

As informações sobre a fuga e os dados dos foragidos foram encaminhados à Corregedoria do Sistema Penitenciário do Paraná, que analisará possíveis falhas de procedimento e investigará eventuais responsabilidades, aplicando as penas cabíveis, informou a Seju nesta segunda.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.