i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
violência

Polícia prende universitários suspeitos de sequestro-relâmpago em SP

Quadrilha era formada por 14 jovens com idades entre 18 e 21 anos e um adolescente, que também foi apreendido

  • Porfolhapress
  • 30/07/2012 15:25

Investigadores do 96º Distrito Policial (Brooklin) prenderam sete suspeitos de integrar uma das quadrilhas de sequestro-relâmpago mais atuantes da cidade de São Paulo. Entre os presos, estão três universitários.

A quadrilha era formada por 14 jovens com idades entre 18 e 21 anos e um adolescente, que também foi apreendido. Os demais estão foragidos e são procurados pela polícia.

De acordo com a investigação, a quadrilha atacava principalmente nas regiões do Brooklin, Vila Olímpia, Campo Belo e Moema, bairros da zona oeste e da zona sul da cidade.

A policia suspeita que a quadrilha tenha participado de ao menos 50 sequestros-relâmpago nos últimos sete meses. Em 30 desses casos, alguns integrantes já foram reconhecidos pelas vítimas por meio de fotografias.

Dados da Polícia Civil apontam que nos primeiros três meses deste ano os quatro bairros em que a quadrilha atuava tinham, juntos, entre 30 e 35 casos de sequestro-relâmpago por mês.

Após a prisão dos integrantes da quadrilha, que vem acontecendo há pelo menos uma semana, os números caíram. Em julho, por exemplo, foram cinco casos de sequestro-relâmpago nos mesmos bairros.Segundo os investigadores do 96º DP, os jovens praticavam os crimes principalmente para conseguir dinheiro para gastar em festas da própria região onde pegavam suas vítimas, para passar finais de semana na praia e sair com mulheres.

Eles costumavam atuar em dois horários: entre as 18h e as 21h, quando as vítimas estavam deixando seus trabalhos, e no fim da madrugada, quando atacavam na saída de festas.

As vítimas eram escolhidas principalmente pelo tipo de carro que dirigiam. Também pesava o fato de estarem sozinhas ou, no máximo, com mais uma pessoa.

Um dos presos foi localizado em um escritório de advocacia a três quadras do 96º DP. Quando ele foi detido, seus colegas de trabalho ficaram revoltados com a atitude da polícia e questionaram a legalidade da prisão.

Eles foram levados, então, à delegacia, onde a polícia mostrou as provas que tinha colhido contra o jovem e outros supostos integrantes da quadrilha. Eles se mostraram surpresos e indignados com a atitude do colega.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.