A Polícia Federal decidiu, em assembleia realizada nesta quinta-feira (30) em Brasília, preparar uma contraproposta de reajuste salarial e reestruturação de carreira para ser enviada ao governo federal. A categoria rejeitou o aumento de 15,8% e que foi aceito pela maioria dos servidores do funcionalismo público federal.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Paraná (Sinpef-PR), Fernando Vicentine, a greve continua por tempo indeterminado no Paraná e no restante do Brasil.

A assembleia, que começou na parte da manhã e terminou perto das 18 horas desta quinta-feira, também decidiu os rumos do movimento grevista. Os policiais federais continuam com manifestações e prepararam um calendário de atos, de acordo com cada cidade e estado com atuação dos sindicatos.

Para o Paraná, o presidente do Sinpef-PR disse que ainda vai definir como serão os atos, mas, para a próxima semana, os policiais em greve farão uma manifestação que vai envolver as reivindicações da categoria na Semana da Pátria.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]