i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
reforço

Por R$ 111,3 milhões, governo do Paraná anuncia compra de 1.100 viaturas

A partir de segunda-feira (19), as empresas têm três dias para apresentar toda documentação necessária para homologação da conclusão da concorrência

  • PorDiego Ribeiro
  • 16/12/2016 20:38
Uma das cerimônias de entrega de viaturas realizadas durante o governo Beto Richa (PSDB) | Antônio More/Gazeta do Povo/Arquivo
Uma das cerimônias de entrega de viaturas realizadas durante o governo Beto Richa (PSDB)| Foto: Antônio More/Gazeta do Povo/Arquivo

O governo estadual comprou 1.100 novas viaturas paras as Polícias Civil e Militar e para o Corpo de Bombeiros do estado. O anúncio do investimento de R$ 111,3 milhões foi feito hoje por meio da Agência Estadual de Notícias. Foram sete lotes divididos empresas vencedoras quatro empresas – Renault (quatro lotes) e Fiat, Toyota e Volkswagen com um lote cada uma. O edital da licitação previa um custo máximo de R$ 137.784.948,15 para a compra dos veículos.

A partir de segunda-feira (19), as empresas têm três dias para apresentar toda documentação necessária para homologação da conclusão da concorrência. Segundo o governo estadual, as novas viaturas serão distribuídas para todas as regiões do Paraná com base nos índices de criminalidade.

Saiba como a polícia tenta combater o tráfico de drogas no Centro de Curitiba

Leia a matéria completa

Para a PM serão 135 veículos SUV (Renault), 270 minivans (Fiat), 135 hatchback (Toyota), 135 caminhonetes 4x4 (Volkswagen) e 90 caminhonetes 4x2 (Renault). Todos são plotados, equipados com sistema AVL (localização por satélite), celas para transporte de detidos e sinalizadores acústico e visual.

O Corpo de Bombeiros receberá 135 veículos SUV (Renault), com as mesmas especificações dos carros para a PM, com exceção das celas. Para a Polícia Civil serão 200 veículos SUV (Renault) descaracterizados, com AVL e sinalizadores.

No mesmo processo licitatório, junto com as viaturas, serão comprados 1.200 radiotransmissores, ao valor total de R$ 5.759.856,00, cuja empresa Motorola foi a primeira colocada no processo.

Aluguel e falta de manutenção

A aquisição das viaturas acontece alguns meses após o próprio governo do estado alugar 200 viaturas de porte pequeno para a Polícia Militar. A locação foi realizada depois de uma onda de assaltos na região de Curitiba. Na época, cada veículo custaria R$ 3.054 por mês. O valor anual da frota locada seria de R$ 7,3 milhões. Segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), na época, o custo ficou 45% abaixo do teto estipulado no processo licitatório.

Em junho, as viaturas da PM não entravam em ação em razão da falta de manutenção. A burocracia para a os consertos dificultavam todo o processo de conserto nas oficinas mecânicas. À época, para agilizar o trâmite e garantir que a polícia possa atender ocorrências, moradores de alguns bairros de Curitiba realizaram por conta própria os consertos necessários nos veículos da corporação.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.