Veículos da frota da Greca Transportes: caminhões da empresa foram alvo da ação de quadrilhas de assaltantes nos últimos seis meses. | Rodolfo Bührer/Gazeta do Povo
Veículos da frota da Greca Transportes: caminhões da empresa foram alvo da ação de quadrilhas de assaltantes nos últimos seis meses.| Foto: Rodolfo Bührer/Gazeta do Povo

Uma dupla foi presa pela tentativa de assalto a um caminhão com carga avaliada em R$ 110 mil na tarde de terça-feira em Araquari, no Nordeste de Santa Catarina. Os acusados foram parados somente em Tijucas do Sul, região metropolitana de Curitiba.

O motorista do caminhão, um catarinense de 51 anos, levava uma carga de polietileno – matéria-prima para manufatura de produtos plásticos – para São Paulo. Quando parou em um posto de Araquari (SC), foi rendido por Alexssander Lourenço da Silva Gomes, de 27 anos, e Gilmar Ferreira, 31.

Momentos depois da ação, a dupla teria sido avisada por telefone de que a polícia tomara conhecimento do crime. O caminhão foi abandonado e o motorista foi levado como refém em um Astra, segundo a Delegacia de Estelionato e Desvio de Carga (DEDC).

A Polícia Rodoviária Federal montou um bloqueio no Posto Alto da Serra, no quilômetro 666 da BR-376, dentro dos limites do município de Guaratuba, litoral do Paraná. A dupla furou o bloqueio e foi parada em Tijucas do Sul, por volta das 20 horas. "Não foi necessário o disparo de nenhum tiro", ressaltou o inspetor Fabiano Moreno.

O delegado Vinícius Augusto de Carvalho, da DEDC, autuou em flagrante os acusados por porte ilegal de armas, cárcere privado e roubo. A dupla foi transferida no fim da tarde de ontem para o Centro de Triagem II, em Piraquara, região metropolitana de Curitiba.

Os detidos, que não quiseram falar com a imprensa, tinham passagem por roubo. Ferreira tinha um mandado de prisão em aberto expedido pela 9ª Vara Criminal.

Outra quadrilha

A Polícia Rodoviária Federal prendeu na semana passada uma suposta quadrilha de roubo de caminhões que atuava em seis estados (Minas Gerais, São Paulo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Rondônia).

Os detidos são despachantes, motoristas profissionais, empresários e assaltantes. O grupo, segundo as investigações, atuava havia pelo menos dez anos. Segundo as investigações, pelo menos dez caminhões eram roubados por semana, uma parte tendo como destino a Bolívia.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]