A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 92 mortes nas estradas federais na Operação Independência, realizada entre 4 e 7 de setembro. No total, foram 896 acidentes, que deixaram 1.307 feridos. No Paraná, foram nove mortes em BRs, e 185 ficaram feridas.

Em 2013 e 2014, o feriado de 7 de setembro aconteceu no final de semana e não houve operação especial nas estradas.

Na operação, a PRF registou nos radares fixos 69.548 mil flagrantes de excesso de velocidade nas estradas. Também foram flagradas 1.056 pessoas dirigindo sob efeito de álcool, sendo 151 presas por embriaguez.

Retorno de feriadão curitibano é de fluxo intenso

Somente na BR-277, no trecho que vai para o Litoral, 37 mil veículos devem retornar à capital nesta terça

Leia a matéria completa

Dez meses após o aumento da penalidade por ultrapassagens indevidas, os policiais rodoviários federais flagraram 6.777 ocorrências dessa manobra. As ultrapassagens realizadas em locais proibidos são as principais responsáveis pelas colisões frontais.

A PRF alerta que ainda há uma grande quantidade de flagrantes da falta do uso de equipamentos obrigatórios. No feriadão, foram flagrados 384 motociclistas sem capacetes, 336 crianças sendo transportadas sem a cadeirinha, e um número expressivo de pessoas sem o cinto de segurança: 2.609.

Acidentes

Filha do prefeito de Quatiguá e três amigos morrem em acidente na BR-153

As vítimas estavam a caminho de Santo Antônio da Platina. Uma das vítimas é filha do prefeito de Quatiguá

Leia a matéria completa

Segundo balanço divulgado nesta terça-feira, dois acidentes foram responsáveis por 14% das mortes nas estradas federais.

Em Goiás, na BR 070, no município de Montes Claros de Goiás, quatro adultos e três adolescentes morreram na noite de domingo, quando uma caminhonete invadiu a pista contrária e bateu de frente com uma picape, incendiando ambos os veículos.

Em Grão Mogol, norte de Minas Gerais, um acidente entre uma caminhão cegonheira e carro de passeio matou seis pessoas da mesma família na última sexta-feira .

Como nos dois últimos anos o feriado de 7 de sembro caiu no fim de semana, não caracterizando ‘”feriadão”, a PRF não mobilizou efetivo extra na fiscalização. Assim, a corporação informou que não tem como fazer comparação dos números de acidentes.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]