Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida e Cidadania
  3. Reabre museu da aviação em SP

Memória

Reabre museu da aviação em SP

Após dois anos fechado para reforma, local teve área ampliada de 9,5 mil para cerca de 20 mil m2 e ganhou prédio para recepcionar os visitantes. Acervo inclui pioneiros do voo no Brasil

  • Folhapress
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Uma viagem ao céu permeada de tecnologia, vídeo, simulações e, sobretudo, imersão no mundo da aviação. Essa é a sensação após uma visita ao Museu Asas de um Sonho, da TAM, em São Carlos (SP), que reabriu ontem após dois anos fechado.

Seja por plataformas digitais – é possível acessar o histórico de um avião com um toque na tela – ou por meio do acervo de 72 aeronaves em exposição, o público é convidado a entrar nesse universo desde o começo do passeio.

O museu, que ampliou sua área de 9,5 mil m2 para cerca de 20 mil m2, ganhou após a reforma um prédio para recepcionar os visitantes.

Nessa área, que simula o saguão de um aeroporto, fica a bilheteria, guarda-volumes, banheiros e café. Para quem chega de viagem, é possível fazer uma pausa na área de descanso ou se acomodar na varanda projetada para permitir ao público ver apresentações aéreas.

O passo seguinte é a entrada em um túnel do tempo com 60 metros de comprimento. Com o teto que simula o cosmo, o som ambiente é de um avião se preparando para levantar voo.

Em seguida, o chão se transforma na cabeceira de pouso do aeroporto de Congonhas. A próxima etapa indica a decolagem. Tem início toda a parte didática, com informações em totens, vídeos e miniaturas de aviões em vidros. Conta-se a história de personalidades como Santos Du­­mont e os irmãos Wright, além dos primeiros esboços de modelos de aviões. Por fim, um vídeo de cinco minutos traz o histórico da TAM e, após o túnel, o visitante chega a uma área que permite visualizar todas as aeronaves em exposição.

O acervo tem raridades da aviação, como um hidroavião da década de 20 conhecido por Jahú, além de imagens conhecidas como a réplica do 14 Bis de Dumont. Avião militar e aeronaves utilizadas na Revolução de 1932 são algumas das peças da coleção do museu.

Entre os aviões, plataformas digitais foram espalhadas para o público acessar o banco de dados. Está previsto também um aplicativo que vai permitir visualizar todo o conteúdo no iPhone.

"O avião é um bem da humanidade. Nós só somos os guardiões. A proposta do museu é passar essa história para a sociedade conhecer", disse o presidente do museu, João Amaro.

Como um meio de aproximar o público do universo das asas, o museu conta com dois simuladores de voo. A pessoa tem 15 minutos de instrução e outros 15 minutos para pilotar – é cobrado um valor à parte de R$ 30 (sábado e domingo) e de R$ 20 (segunda a sexta).

Serviço: O museu fica no Km 249,5 da Rodovia Engenheiro Thales de Lorena Peixoto Junior. O local funciona de quarta a domingo, das 10 às 16 horas (entrada permitida até as 15h). A entrada custa R$ 25 e R$ 12,50 (meia para estudantes). Crianças até seis anos e adultos acima de 60 não pagam. Telefone: (16) 3306-2020.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE