Os números de roubos de aparelho celular continuam subindo vertiginosamente no Rio de Janeiro, apesar da queda do índice de roubos de rua. Segundo os dados divulgados hoje pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), em agosto houve aumento de 49,3% dos casos, saltando de 748 ocorrências registradas em agosto de 2014 para 1.117, registros no último mês. Na capital o aumento dos roubos a aparelho celular foi ainda maior: subiu 56,61%. Na Baixada Fluminense, o aumento dos casos também foi significativo; 55,72%, saindo de 192 ocorrências, para 299.

A queda em 16,9% dos casos de roubos de rua — índice criado pelo ISP para o cumprimento de metas de produtividade policial, feito com base na média dos casos de roubos a transeuntes, celulares e em coletivos — foi puxada pelo índice roubos a transeuntes que caiu 27,5% (6.715 registros em 2014 , contra 4.866 em 2015). Já os casos de roubo em coletivos também registraram aumento de 26,33%, saindo de 505 para 638 ocorrências, na comparação entre 2014 e 2015.

Já os casos de homicídios dolosos continuam em queda, com redução de 11,0% . Foram 332 assassinatos no último mês (uma média de dez crimes por dia), contra 373 ocorridos em 2014.

Segundo o ISP, o indicador apreensão de drogas bateu recorde no mês de agosto, apresentando o maior número de apreensões de toda a série histórica para o mês, desde 1991. Foram 2.461 apreensões no estado em agosto, um aumento de 1,0% em relação ao mesmo período do ano anterior. As prisões também apresentaram novo aumento, de 30,7% dos casos, passando de 2.782 em agosto de 2014 para 3.637 em 2015.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]