i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Tragédia na fronteira

Saiba quem são as vítimas

  • Por
  • 24/09/2008 21:06

Jossimar Marques Soares, o Polaco, de 41 anos (5/2/67) - Polaco é apontado pela polícia como sendo o líder do grupo e dono da chácara onde a chacina ocorreu.

Karen Fernanda Soares, 18 (26/10/89) - Filha de Polaco.

Mizael Soares, 16 (3/6/92) - Filho de Polaco.

Zaqueu Herculano, 34 (30/7/74) - Apontado pela polícia como parceiro de Polaco e provável assassino de Dirceu de Souza Pereira, crime que teria motivado a chacina.

Milton Gonçalves, o Miltão, 44 (23/5/64)

André Geraldo Martins, 17 (27/9/90)

Reinaldo Martins de Melo, 28 (7/4/80)

Claudiomar Félix da Silva (Bola), 42 anos (9/3/66) - Trabalhava como pedreiro no sítio. Seu filho de nove anos, que estava no local, conseguiu fugir.

Manoel Pascoal da Silva, o Nel, 28 (10/2/80) - Nel seria autor do assassinato de Dirceu de Souza, crime que teria motivado a chacina.

Fernando Vieira Bradfich, o Nenê, 22 (10/7/86) - Segundo familiares, teria ido até o local comprar galos.

Alex Gonçalves de Brito, 17 (13/8/91)

Robert Gonçalves Rios, o Febrônio, 34 (15/10/73) - É apontado pela polícia como sendo um traficante que levava a droga de Guaíra ao Rio de Janeiro.

Renato Ramos de Oliveira, o Renatão, 35 anos (18/1/73) - Já tinha passagem pela polícia. Mas, segundo a família, vinha trabalhando como agricultor e teria ido até o local para pegar uma bomba de água emprestada.

Leonardo de Mattos Prata, 16 (10/5/92)

Marcelo Kronke Paulo, 25 (16/7/83)

Fonte: Secretaria da Segurança Pública.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.