i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Violência

Sargento escapa de atentado no Rio

Soldados do Exército mantinham guarda na entrada do conjunto habitacional no qual houve o crime

  • Por
  • 07/04/2007 20:20

Rio – Cerca de dez homens armados participaram de um atentado contra o apartamento do segundo sargento do Exército, Derquis Martins de Aguiar, no início da madrugada de ontem, em Guadalupe, na zona norte do Rio de Janeiro. Ele escapou dos tiros pulando pela janela e se escondendo no pátio do prédio, de onde saiu escoltado pela Polícia do Exército.

Segundo testemunhas, uma Kombi com o bando saiu da favela do Muquiço, que fica atrás do conjunto habitacional Getúlio Vargas, onde mora Derquis, e parou na porta do prédio. Eles gritaram para que os moradores abrissem o portão, que estava trancado. Como ninguém abriu, eles pularam o muro e atiraram em direção à janela do sargento, no primeiro andar. Subiram as escadas e atiraram na porta. Enquanto isso, Derquis fugia pela janela. A tentativa de homicídio aconteceu por volta de uma hora da madrugada.

"Era muito tiro. Moro aqui há mais de 20 anos e nunca ouvi tanto tiro. Acordou todo mundo de Guadalupe", disse uma dona de casa que não quis se identificar. Durante o dia, crianças brincavam recolhendo cápsulas e balas não deflagradas de pistolas 40 e 9mm, embaixo da janela de Derquis.

Passional

O crime é investigado pelo Exército e pela 33.ª Delegacia de Polícia, em Realengo. O delegado Átila Mesquita disse que o sargento sofreu ferimentos leves, como escoriações e pequenos cortes, e que continua sob escolta dos militares. Até o início da manhã de ontem cerca de 30 soldados da Brigada de Pára-quedistas, tropa de elite da corporação, mantinham guarda na entrada do conjunto habitacional.

O delegado não quis adiantar as linhas de investigação, mas moradores levantam a suspeita de que o crime tenha sido passional. O sargento separou-se recentemente e morava sozinho no apartamento. Duas adolescentes que moram no mesmo prédio disseram que ele costumava ficar nu na janela, enquanto crianças e jovens brincavam no térreo.

Arrastão

Cerca de 15 assaltantes armados com fuzis e pistolas realizaram, por volta das 20h30 de quinta-feira, uma falsa blitz próximo à saída 2 da Linha Amarela, no Encantado, subúrbio do Rio. Cinco carros foram roubados e uma mulher chegou a ser agredida com uma coronhada. Os criminosos levaram também dinheiros e outros bens das vítimas. Eles se dividiram em três carros para bloquear a Rua Pompilho de Albuquerque e render os motoristas.

Até o começo da noite, a polícia havia recuperado apenas um veículo roubado, mas ninguém foi preso. As vítimas contaram que os assaltos são freqüentes no local, principalmente à noite.

Policiais militares apreenderam na tarde de ontem, na Avenida Brasil, em Realengo (zona oeste do Rio), 11 granadas caseiras e duas bananas de dinamite durante uma abordagem a um carro com dois suspeitos.

De acordo com a Polícia Militar, os policiais desconfiaram da atitude de dois homens que trafegavam em um Fiat Uno pela avenida. Ao tentarem abordar o veículo, os dois suspeitos desceram do carro e correram em direção a uma favela nas imediações.

Ao revistarem o veículo, encontraram os artefatos explosivos, além de dois revólveres e 108 porções de maconha. Os suspeitos não foram localizados.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.