• Carregando...

A Ouvidoria do Núcleo Regional de Educação (NRE) em Cascavel, no Oeste do estado, concluiu nesta terça-feira (20) que um professor de matemática não foi responsável por um enunciado com texto erótico aplicado a alunos do 8º ano de uma escola da rede estadual. A denúncia havia sido feita na semana passada pelo tio de uma estudante que disse estranhar o texto que falava sobre "vibrador", sex shop" e "camisola".

De acordo com informações do NRE, a sindicância ouviu o professor, a direção da escola e o tio da menina e concluiu que não houve participação do educador no caso. Os alunos estariam fazendo trabalhos em grupo e eles mesmos preparavam os problemas de matemática.

O NRE informou que o professor chegou a pedir para os estudantes não usarem palavras inadequadas, mas ele acabou perdendo o controle da turma e não conseguiu dominar os textos dos alunos.

Mesmo assim, a direção decidiu transferi-lo de escola após a conclusão da sindicância. O professor não teve o nome revelado. Outro caso

Nesta segunda-feira (19), outra sindicância foi aberta para investigar um professor do Colégio Estadual Olívio Fracaro, no bairro Morumbi, acusado de aliciar menores. O professor, que não teve o nome revelado, com frequência estaria incentivando as alunas a usarem roupas que as deixem mais "sexy". A denúncia foi feita pela própria direção da escola após reuniões com pais de alunos. Segundo o NRE, se for comprovada as acusações o educador responderá administrativamente.

0 COMENTÁRIO(S)
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]