Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) que julgava, nesta quarta-feira (6), o pedido de habeas corpus para a ré Fernanda Gomes de Castro, noiva do goleiro Bruno que estaria envolvida no desaparecimento e morte de Eliza Samudio, adiou para a próxima quarta-feira (13) a decisão para julgar o mérito. Fernanda é uma das acusadas no processo pelo Ministério Público Estadual de Minas Gerais.

De acordo com a assessoria do TJMG, o primeiro desembargador a votar, relator Dorgaal Andrada, concedeu a soltura. O segundo, desembargador Herbert Carneiro, pediu vistas ao processo para fazer uma análise mais criteriosa. O terceiro, Eduardo Brum, nem chegou a emitir parecer por causa do adiamento.

Com relação ao pedido de habeas corpus de Flávio Caetano de Araújo, o TJMG não chegou a analisar o mérito. Para Dayanne Rodrigues do Carmo Souza, não houve votação, que também deve ser no dia 13 de outubro. Já o pedido de soltura de Sérgio Rosa Sales foi negado pelos três desembargadores.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]