i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Estradas

Transporte de cargas especiais interditará BRs 277 e 116 no sábado

Equipamentos estão sendo transportados à refinaria da Petrobras em Araucária. Cargas têm nove metros de altura

  • PorFelippe Aníbal
  • 12/03/2010 15:28
As cargas especiais trafegam pela BR-116 neste fim de semana | Antônio Costa / Agência de Notícias Gazeta do Povo
As cargas especiais trafegam pela BR-116 neste fim de semana| Foto: Antônio Costa / Agência de Notícias Gazeta do Povo

As rodovias BR-277 e BR-116 serão bloqueadas no sábado (13) para a execução da segunda etapa da operação de transporte, que está levando cargas especiais a uma refinaria da Petrobras em Araucária, região metropolitana de Curitiba. De acordo com o projeto desta etapa, que os equipamentos vão ser transportados do km 67 da BR-277, em São José dos Pinhais, região metropolitana, ao km 111 da BR-116, em Curitiba. A operação vai mobilizar equipes das concessionárias das rodovias, da Polícia Rodoviária Federal, da Petrobras e Copel.

Na primeira fase desta etapa, prevista para ser realizada entre as 8h30 e 10h30, os veículos partirão do km 67 da BR-277 e vão trafegar pela contramão por um percurso de dois quilômetros, até a alça do Contorno Leste, seguindo em direção a Araucária. Segundo a concessionária Ecovia, esta ação deve durar 30 minutos e, neste período, a pista precisará ser bloqueada.

Uma vez na BR-116, os caminhões seguem ainda na contramão do km 92 ao km 95, onde terão que pegar um desvio, passando ao lado de um viaduto. Neste ponto, os veículos voltam a trafegar na mão correta até o viaduto Rui Barbosa, no km 106. De lá, eles seguem viagem até o km 111, onde permanecerão até a próxima etapa do transporte, que ainda não tem data definida. De acordo com a Superpesa Companhia de Transportes Especiais, responsável pelo serviço, a pista precisará ser bloqueada e deve haver liberações parciais, de tempos em tempos, para permitir a passagem de veículos. A concessionária Autopista Litoral Sul informou que pode haver lentidão no trecho.

Ao longo da operação, cabos precisarão ser elevados e o fornecimento de energia terá que ser interrompido temporariamente em alguns pontos. Segundo a etapa deve demorar pelo menos quatro horas e os motoristas devem evitar trafegar por essas rodovias, principalmente no período da manhã. "Pedimos a compreensão da comunidade, mas este transporte é necessário e faz parte do progresso do país", disse o responsável operacional da empresa, William Pereira.

Os equipamentos

As cargas especiais correspondem a equipamentos que pesam 156, 214 e 262 toneladas cada uma, medem em média 9 metros de altura (o equivalente a um prédio de três andares) e têm 7 metros de largura. O comprimento das carretas varia entre 35 a 41 metros. A terceira etapa da operação deverá ser realizada no sábado (20). Os equipamentos vão integrar a Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), inaugurada oficialmente nesta sexta pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O transporte das cargas especiais começou na quarta-feira (3), com o comboio saindo de Paranaguá. Na saída da cidade e no início da serra, a velocidade dos caminhões chegou a 5 km/h, em um operação que envolveu 300 pessoas. Os veículos trafegaram pela BR-277 até Morretes. De lá, o transporte continuou até o km 66 da rodovia. A expectativa era de que a primeira etapa fosse concluída na quinta-feira (4), mas as chuvas provocaram o adiamento dos serviços. As cargas só chegaram ao final da primeira etapa no sábado (6).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.