i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
violência

Troca de tiros deixa um ferido na Praça Carlos Gomes

Disparos começaram pouco antes das 13 horas. Um ex-presidiário que participou do tiroteio foi preso pela PM

  • PorFernanda Trisotto, Rodrigo Batista e Luan Galani
  • 07/01/2015 21:04
Alguns dos disparos estilhaçaram a porta principal da Gazeta do Povo, no Centro de Curitiba | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
Alguns dos disparos estilhaçaram a porta principal da Gazeta do Povo, no Centro de Curitiba| Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Tiroteios

A troca de tiros na Praça Carlos Gomes é o quarto tiroteio em local de grande circulação contabilizado em Curitiba em uma semana. O mais grave ocorreu no último dia 31, quando seis jovens morreram em uma troca de tiros à luz do dia em supermercado na Avenida das Torres, no bairro Jardim das Américas.

Um tiroteio no Centro de Curitiba assustou quem passava pela Praça Carlos Gomes no início da tarde de ontem. Dois grupos trocaram mais de 10 tiros. Um deles estava a pé e o outro dentro de um carro estacionado na praça.

Segundo testemunhas, dois homens chegaram a pé e começaram a atirar contra o carro, um Citroën C3, que logo em seguida saiu do local. Elas não perceberam se houve revide por parte dos ocupantes do C3.

Muitas pessoas passavam pela Praça Carlos Gomes no momento do tiroteio. Em um restaurante da região, os clientes correram para os fundos e muitas pessoas que passavam pelo local entraram para buscar alguma proteção.

Motivação

De acordo com a Polícia Civil, a razão da troca de tiros foi passional. O delegado Janderson Janine, do 1.º Distrito Policial, que está à frente das investigações, explica que dois casais tinham acabado de almoçar em um restaurante da praça quando o ex-namorado de uma das mulheres chegou e o tiroteio começou.

Segundo testemunhas, o motorista do veículo, mesmo ferido, conseguiu dirigir o Citroën C3 preto onde estava e fugir do local. Um homem envolvido na troca de tiros foi preso.

Após o carro deixar a praça, os dois homens a pé fugiram, mas um deles foi preso pela Polícia Militar (PM) no momento em que tentava embarcar em um ônibus biarticulado.

O ex-namorado da moça estava com uma tornozeleira eletrônica e teria saído recentemente da prisão. Segundo a polícia, ele havia marcado um encontro com a ex-namorada na praça.

A polícia ainda investiga quem começou a atirar. Isso porque o ex-presidiário afirma que apenas revidou, enquanto outro homem que estava no carro –e agora está hospitalizado – diz que só atirou depois de ser atacado. Imagens de câmeras de segurança da região estão sendo analisadas.

O homem ferido por um disparo no abdome foi encaminhado ao Hospital Cajuru. Ele passa bem e não corre risco de morte. Os outros passageiros do veículo não sofreram ferimentos.

Dois dos tiros disparados atingiram uma das portas de vidro do prédio da Gazeta do Povo, estilhaçando-a. Outro tiro atingiu a fachada do jornal.

Após o início da troca de tiros, um homem e uma mulher, que estavam dentro do C3, procuraram refúgio no prédio da Gazeta do Povo. Ela se escondeu atrás de um balcão e ele pediu socorro por um dos corredores do andar térreo. O casal saiu do prédio e teria fugido no mesmo carro onde estavam inicialmente.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.