Na quarta-feira (4) completa-se um ano do homicídio do empresário Luis Silva Fidalgo e a secretária Gisele Cristina Duarte. Os suspeitos de serem os mandantes do crime só foram presos na sexta-feira passada (27).

Eles foram mortos com um tiro na cabeça cada um no local onde trabalhavam, localizado no bairro Fanny, em Curitiba. A motivação do crime foi a dívida de duas máquinas fresadoras.

A família Fidalgo enviou e-mail para a imprensa nesta terça-feira (3) lembrando o caso e felicitando o trabalho da polícia. "A descoberta de tão hediondo crime deve-se ao trabalho incansável e inteligente da equipe de delegados e investigadores da Delegacia de Homicídios, nas pessoas do delegado Dr. Jaime da Luz, delegada Drª. Daniele e chefe de equipe de investigação Mauricio", diz o texto, distribuído pela Básica Assessoria de Imprensa.

A mensagem ainda cobra a Justiça, pedindo que "a mão pesada da Lei" condene rapidamente os assassinos. Uma missa em homenagem às vítimas será realizada às 19h30 de quarta-feira na Igreja Nossa Senhora Imaculada Conceição (Rua Omilio Monteiro Soares, 847).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]