i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Projeto de lei

Uma mãozinha para o carnaval de Curitiba

A Câmara de Vereadores decide hoje se inclui o carnaval no calendário oficial da cidade. Se aprovado, projeto vai permitir que escolas de samba façam publicidade para incrementar os desfiles

  • PorPollianna Milan
  • 13/11/2012 21:07
Mocidade Azul no desfile de 2012: projeto de lei será votado hoje | Antônio Costa/ Gazeta do Povo
Mocidade Azul no desfile de 2012: projeto de lei será votado hoje| Foto: Antônio Costa/ Gazeta do Povo

Na avenida

O projeto de lei que será votado hoje também prevê a criação de uma arena ou avenida para abrigar o carnaval de Curitiba. Saiba mais:

- O espaço seria não só para o carnaval, mas para outras festividades, como festas juninas e shows.

- A avenida também poderia ser usada durante à tarde para outros desfiles durante o carnaval (hoje isso não é feito porque a Av. Cândido de Abreu não pode ficar tanto tempo bloqueada). Seria possível também ampliar o horário do carnaval.

A Câmara de Vereadores decide hoje se aprova o projeto de lei que tornará oficial o carnaval de Curitiba e, assim, se o inclui no calendário de eventos da cidade. Por trás do que parece ser uma iniciativa simples estão vários aspectos importantes.

Hoje, as escolas são proibidas, por decreto municipal, de fazer qualquer tipo de publicidade durante os desfiles, o que faz com que elas não consigam aumentar a arrecadação para melhorar a qualidade das fantasias e dos carros alegóricos. Se o projeto for aprovado, a publicidade será liberada. "Precisamos de incentivos para tornar o carnaval de Curitiba ainda mais atraente. Com algumas poucas modificações, incrementaremos o evento", explica o vereador Jair Cézar (PSDB), autor da proposta.

Comente sobre o carnaval de Curitiba no formulário abaixo:

O processo também será mais democrático. A comissão do carnaval da Fundação Cultural de Curitiba (FCC) é formada atualmente apenas por funcionários da própria FCC e são eles quem decidem sobre a execução do carnaval – e os que destinam a verba para as escolas de samba. "O projeto prevê que dois representantes das escolas também façam parte dessa comissão. Teremos oportunidade maior para mostrarmos do que as escolas precisam", explica o conselheiro fiscal da Mocidade Azul, Marcelo Barbosa. A FCC afirmou que é favorável ao projeto de lei. Só neste ano, a fundação destinou R$ 270,5 mil para as escolas e gastou outros R$ 700 mil em infraestrutura no carnaval.

O diretor de quadra da escola Embaixadores da Alegria, Clayton Agostinho Auwerter, diz que as escolas de Curitiba não conseguem viver o ano inteiro do carnaval. "Nosso sonho é poder contar com patrocínios para atuarmos nas comunidades o ano inteiro e ensinar crianças a tocar instrumentos musicais", conta.

Interatividade

Você costuma participar do carnaval de Curitiba? Quais sugestões você daria para incentivar o evento? Deixe seu comentário abaixo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.