i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Navegação

Com a diversão e o lazer a bordo

Navegar no Litoral do Paraná não é apenas para pescar, praticar esportes náuticos ou passear. Também é para cultivar amizades

  • PorFranco Caldas Fuchs, especial para a Gazeta do Povo
  • 06/02/2010 21:09
Confira os níveis de habilitação existentes na navegação |
Confira os níveis de habilitação existentes na navegação| Foto:

Antigo iate de Roberto Carlos está no Paraná

Entre barcos e iates arrojados, que chegam a custar próximo de R$ 10 milhões os mais modernos, uma embarcação com cerca de 20 metros de largura, construída provavelmente no início dos anos 80 chama a atenção de muitos em Guaratuba. Não pelo design um tanto retrô, mas pelo nome que traz no casco: Lady Laura II.Se para os leigos o nome não diz nada, para os fãs de Roberto Carlos diz muito.

O nome do barco faz referência a uma das tantas canções de sucesso do Rei, gravada em 1978, em que o cantor homenageia a própria mãe. E é também o nome com que Roberto batiza todos os seus iates – atualmente o barco oficial do cantor é o Lady Laura III.

No início dos anos 80, Roberto adquiriu o primeiro iate batizado de Lady Laura, passando então para o de número II, que foi vendido na métade daquela década.

Desde então, o barco teve outros donos e passou por reformas até aportar na costa paranaense por volta do ano 2000.(FCF)

  • O casal Sidney e Rosângela com a filha Marina, no barco de 33 pés que virou a grande diversão da famílina nos finais de semana no Litoral
  • Embarcações no Iate Clube de Guaratuba, ponto de partida para aventuras nas praias paranaenses

Matinhos - Um cheiro de carne assada pairava forte sobre o mar na tarde do último domingo na Baía de Guaratuba, nas proximidades da Ilha das Garças. Depois de acertarem o local de encontro, dez barcos grandes atracaram lado a lado e iniciaram um animado churrasco flutuante. Das cerca de 40 pessoas reunidas, lá estava a família do engenheiro curitibano Sidney Luiz Souza, à bordo do Summer, um barco de 33 pés (aproximadamente 10 metros de comprimento).

Segundo o engenheiro, reuniões como essas são bastante comuns no Litoral do Paraná, onde a quantidade de embarcações particulares cresce a cada temporada. "Hoje em dia tem muito veranista navegando por aí e cada um busca a sua opção de lazer", conta Souza, sócio do Iate Clube de Caiobá desde 1994. "Assim como a gente adora fazer passeios e nos reunir com os amigos de barco, há quem goste mais de sair para pescar ou então praticar esportes náuticos."

Sobre os passeios da família, a esposa Rosângela, 48 anos, recorda de uma das últimas viagens que eles fizeram pelo Litoral de Santa Catarina à bordo do Summer. "Fomos parando de praia em praia, curtindo bastante cada local. À noite, o mais gostoso era poder dormir embalada pelo molejo do mar", diz ela. "Não tem coisa melhor."

Na família, também os fi­­lhos Marina, 17 anos, e Ale­xandre, 21, são parceiros das aventuras marítimas. Até o cachorro Nyx, um poodle de 5 anos, vai junto – o bichinho já está mais do que acostumado ao balanço das ondas. "Desde pequeno a gente traz ele para o mar. Por isso fica tão tranquilo aqui dentro do barco", explicava Marina, enquanto Nyx permanecia calmo no seu colo, vestindo em um colete salva-vidas canino.

De pai para filho

No caso do engenheiro curitibano Nelson Andrade, 65 anos, e do filho Gustavo, 33 anos, o prazer da pesca e do esporte sempre fez com que eles navegassem juntos pela Baía de Guaratuba. Pai e filho inclusive possuem habilitação de mestre arrais amador, podendo navegar em regiões de baía e pela costa do país. "Semana passada, saí com o Gustavo de barco e pegamos uns 70 robalos", conta Nelson, que é sócio do Iate Clube de Guaratuba desde 1970. A lancha Phanton, de 20 pés, de Nelson, também é usada pelo filho para a prática de wakeboard. "Desde criança aprendi a gostar do mar e de navegar por aqui com meu pai", lembra Gustavo, que atua como empresário em Curitiba. "Hoje, não passo um fim de semana sem pescar. E ainda aproveito para praticar wakeboard com meus amigos."

Serviço

Veja a lista dos iates clubes no Litoral:

Iate Clube de Caiobá

Estrada do Cabaraquara, Km 02 - BR 412, fone (41) 3452-1645.

Iate Clube de Guaratuba

Rua José Bonifácio, s/n, fone (41) 3442-1735.

Iate Clube de Pontal do Sul

Avenida dos Iates, s/n, balneário de Pontal do Sul, fone (41) 3455-1141

Iate Clube de Paranaguá

Rua Benjamin Constant, 423, fone (41) 3422-5622.

Clube Náutico de Antonina

Av. Conde Matarazo, 999, fone (41) 3432 -1331.

Iate Clube de Morretes

Estrada de Barreiros, s/n, fone (41) 3462-1328.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.