Pescadores reclamam que na área hoje permitida para pesca não há peixes suficientes | Giuliano Gomes/Gazeta do Povo
Pescadores reclamam que na área hoje permitida para pesca não há peixes suficientes| Foto: Giuliano Gomes/Gazeta do Povo

Por 30 dias a partir desta quinta-feira (19) está permitida a pesca nos primeiros 100 metros da costa do Litoral paranaense. A permissão temporária é uma decisão da Secretária Estadual do Meio Ambiente (Sema), que modificou a resolução 060/2008, que regulamenta a pesca no estado, a pedido do Ministério Público Federal (MPF). Neste período, representantes do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Força Verde e MPF discutirão a melhor forma de se manter a preservação ambiental sem prejuízo aos pescadores. "Os pescadores reclamam que a medida estava inviabilizando a pesca, porque o tamanho permitido de peixe é dificil de ser encontrado após a distância de 100 metros, principalmente em Guaratuba", explica o secretário estadual de Meio Ambiente, Rasca Rodrigues.

Rasca disse que foi marcada uma reunião para 2 de março para que essa questão e outras da resolução sejam discutidas com a participação dos pescadores.

O presidente da colônia de pescadores de Guaratuba, Álvaro Cunha, afirma que além da dificuldade de se encontrar peixes no perímetro liberado pela atual resolução, há também a concorrência com pescadores de outros estados. Enquanto no Paraná é proibida a pesca de robalos entre 40 e 60 centímetros, em Santa Catarina é liberada. "Com isso, os pescadores de Itapoá (primeira praia catarinense depois da divisa com Paraná) vem vender robalo aqui", ressalta Cunha.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]