i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Turismo

Opções para desfrutar a Ilha do Mel

Com limite de 5 mil pessoas por dia, a Ilha do Mel tem praias limpas e que agradam desde crianças até aos surfistas mais radicais

  • PorDébora Mariotto Alves, especial para a gazeta do povo
  • 25/12/2014 21:05
Com limite de 5 mil pessoas, a Ilha do Mel é um refúgio no litoral | Hugo Harada/Gazeta do Povo
Com limite de 5 mil pessoas, a Ilha do Mel é um refúgio no litoral| Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Atrações

As trilhas e os passeios pelos pontos turísticos da Ilha do Mel atraem turistas do Brasil e do mundo:

• Farol das Conchas: para chegar até o farol que orientava a navegação de quem trafegava pelo litoral, é preciso subir 150 degraus. No alto do morro, a vista é deslumbrante.

• Fortaleza: foi construída para proteger as riquezas já exportadas pelo Porto de Paranaguá no século 18. Os canhões ainda estão apontados para o mar e conservados. A chegada até lá pode ser caminhando pela orla da praia ou com barcos-táxi que cobram em média R$ 60,00 para levar cinco passageiros.

• Gruta de Encantadas: o acesso só é permitido quando a maré está baixa. A gruta é repleta de lendas, uma delas diz que naquela parte viviam sereias que atraiam os marinheiros até a gruta e depois os matavam afogados.

  • Sergio Sanches oferece aulas de surfe para os turistas

A mais famosa e bem estruturada entre as ilhas paranaenses, a Ilha do Mel tem opções turísticas para todos os gostos e bolsos. Trilhas, passeios marítimos, contato com golfinhos, criadouros de ostras, monumentos históricos, cicloturismo, surfe, stand up paddle, longboard, boulder (escalada de até 6 metros) e mergulho são algumas das atividades disponíveis.

Com limite de 5 mil pessoas por dia, a Ilha do Mel tem praias limpas e que agradam desde crianças até aos surfistas mais radicais, o destino se tornou atraente para quem quer passear com a família, com os amigos ou sozinho.

Boa parte das atividades oferecidas na ilha são organizadas por pousadas, como a Moradas do Joaquim – nome que faz referência ao morro próximo. A administração da pousada oferece aulas de surfe que já atraíram turistas brasileiros e de várias nacionalidades. As aulas são ministradas por Sergio Olas e Victor Valentim. As aulas começam no dia 15 de janeiro e vão até o carnaval. As diárias custam a partir de R$ 80.

De frente para o mar, outra pousada se destaca. Dessa vez pelo conforto ofertado aos visitantes. A Grajagan oferece equipamentos para mergulho, lancha para pescaria em alto mar e itens para prática de esportes como vôlei, futevôlei e frescobol. A pousada tem mirantes que permitem apreciar a paisagem. "Os hóspedes utilizam os serviços o tempo todo, buscando atividades de lazer, longe da tecnologia do dia-a-dia", explica Divair Veloso da Silva, conhecido como Véio, sócio-gerente da pousada. As diárias custam entre R$ 370 a R$ 840, com quartos individuais ou para casais.

O casal Kariny Martins e Renan Luiz Pereira, de Curitiba, resolveu ficar um fim de semana na ilha. "É uma das praias mais lindas, com ondas perfeitas pra quem gosta de surfar", disse Renan. "A gente já veio fora de temporada. Agora resolvemos aproveitar o calor", completou Kariny.

Para Valdinei Barbosa de Oliveira e Álvaro Israel de Souza, de São João do Triunfo, região Sul do Paraná, a viagem foi um prêmio da empresa em que trabalham. Eles confessam que nunca tinham visitado a ilha porque pensavam que era destinada para casais em lua de mel.

Travessia

Embarques e desembarques acontecem em Paranaguá e Pontal do Sul. Por Paranaguá a travessia dura duas horas e passou de R$ 34 para R$ 40 ida e volta para turistas (moradores pagam R$ 26). Os barcos saem às 8h30, 9h30, 11 h, 13 h, 15 h, 16h30 e 18 h. Por Pontal do Sul, a viagem leva trinta minutos e foi de R$ 29 para R$ 30 ida e volta. Os barcos operam das 8 às 20 h. Telefone para informações: (41) 3455-2616.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.