Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Banhistas só devem entrar no mar em horários apropriados e onde houver salva-vida | Hedeson Alves/Gazeta do Povo
Banhistas só devem entrar no mar em horários apropriados e onde houver salva-vida| Foto: Hedeson Alves/Gazeta do Povo

O Corpo de Bombeiros estima que o número de salvamentos por afogamento no feriado de Ano Novo devem triplicar no Litoral. O número maior de pessoas nas praias, o consumo de bebidas alcoólicas antes de entrar no mar e a mudança de perfil dos banhistas, com mais jovens, determinarão o aumento das ocorrências. "No Revéillon a maioria das pessoas que se afogam são jovens e do sexo masculino. Eles descem para o Litoral sem a família e por isso se arriscam mais", afirma o relações públicas da corporação, tenente Leonardo Mendes dos Santos.

Santos explica que a pessoa que bebe e entra no mar pode ter câimbras e não consegue flutuar. Pode ocorrer também congestão e ânsia de vômito, o que pode causar afogamento. Além de não beber, o veranista deve se banhar apenas nos locais e horários onde houver guarda-vidas.

Os turistas que vão pular as ondas na virada de ano também precisam ter cuidado para não cair no mar. "As ondas não podem passar da altura do joelho. E como estará escuro, é preciso ter muita atenção aos buracos", comenta Santos.

Na quinta-feira (25), feriado de Natal, o Corpo de Bombeiros fez 26 salvamentos. Em 21 casos as vítimas foram retiradas da água sem ferimentos – foram oito resgates em Pontal do Paraná, oito em Matinhos e cinco em Guaratuba. Em cinco situações houve princípio de afogamento – duas em Matinhos e três em Ipanema.

Do início da Operação Verão, na sexta-feira (19) até o fim da tarde da quinta feira (25) já foram feitos 168 salvamentos e ocorreu uma morte - de um pescador em Guaratuba.

* * * *

Siga as orientações antes de entrar no mar

- Evite entrar no mar após ter consumido alimentos pesados - Procure nadar longe de pedras, piêres e embarcações.

- Se entrar em uma correnteza, nade transversalmente a ela e peça socorro.

- Não deixe crianças sozinhas na água.

- Os banhistas que sabem nadar também devem estar atentos. Muitos se afogam por acreditarem que conhecem o local.

- Não nade em cavas, cachoeiras e rios.

* Fonte: Corpo de Bombeiros

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]